Barcelos-AM receberá Curso de Arbitragem de Futebol

Barcelos-AM receberá Curso de Arbitragem de Futebol

Com objetivo de despertar o interesse pela arbitragem e descobrir novos valores numa área ainda com poucos adeptos, será realizado no município de Barcelos (a 399 quilômetros da cidade), o Curso de Arbitragem de Futebol. As inscrições devem iniciar no final de maio.

A realização será da Comissão Estadual de Arbitragem de Futebol (Ceaf), Federação Amazonense de Futebol (FAF), Escola Amazonense de Futebol “Síria Flores” em parceria com a Liga Esportiva de Barcelos.

O presidente da Ceaf, Vladimir Bastos, informou que a formação deve acontecer em outros municípios do interior do Amazonas. Segundo ele, o curso terá uma carga de 220 horas, conforme estabelecido no Encontro Nacional de Escolas de Arbitragem e da CBF.

– Nós vamos tentar expandir essa ideia, iniciando em Barcelos para massificar a arbitragem no Estado do Amazonas. A cidade será o plano piloto e nós vamos tentar formar o maior número de árbitros, para quem sabe alguns ficarem em Manaus e trabalhar em nosso campeonato – disse e lembrou que os presidentes das ligas esportivas preferem o curso, mesmo sendo muito demorado.

De acordo com dirigente do apito, a arbitragem é um fator primordial dentro do contexto futebolístico, portanto, seu aprendizado se torna essencial a todos que trabalham nom futebol.

– Seria bom que todos os municípios buscassem a qualificação para que tivesse em suas competições uma arbitragem qualificada e usando os critérios adotados em todo território nacional – explicou e disse que pode aproveitar a Copa dos Rios, competição que reúne as seleções interioranas para a realização do curso.

– Vamos aproveitar essa oportunidade dos jogos em Barcelos para iniciarmos as primeiras aulas nesse período da Copa dos Rios. Espero que a cidade tenham participantes de São Gabriel da Cachoeira, São José do Rio Negro e Novo Airão. Com isso, todos terão a chance de qualificar e elevar o nível técnico e disciplinar da Copa dos Rios.

Vladimir Bastos, confessou que a ideia partiu do antigo vice-presidente da FAF, Tales Verçosa, que pretendia realizar cursos de arbitragem em diversos polos no interior do Estado do Amazonas.

Com informação de Paulo Repórter

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *