AMAZONAS / TECNOLOGIA: Universitários apresentam projetos inovadores para solucionar problemas do cotidiano

O projeto de um sensor braile para facilitar a adaptação de deficientes visuais aos locais de trabalho foi o vencedor da primeira edição do bootcamp de inovação tecnológica, promovido na semana passada pela incubadora de empresas e startups BioTech, da Universidade Nilton Lins, em parceria com a Ocean Center (Samsung Brasil) e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Desenvolvido por alunas do curso de Administração da Nilton Lins, a proposta é um dos nove projetos apresentados pelos 60 acadêmicos da instituição que participaram da atividade voltada para o desenvolvimento de habilidades e potencialidades dos participantes visando a criação de projetos inovadores para solucionar problemas do cotidiano da sociedade.

Em segundo lugar, a bancada de professores e profissionais de diversas áreas, escolheu o projeto de um aplicativo/rede social criado por alunos do curso de Nutrição no qual as pessoas poderiam compartilhar demandas e problemas de sua cidade diretamente com os órgãos públicos e a partir daí, receber respostas

E em terceiro, o escolhido foi o aplicativo ‘EletroUse’, criado por estudantes de Economia e Administração, que tem como objetivo promover a economia sustentável com a coleta de produtos e materiais eletroeletrônicos.

Os três primeiros colocados já estão participando de oficinas e workshops promovidos pela BioTech e os alunos autores dos demais projetos também foram convidados a participar das atividades desenvolvidas na incubadora visando o aperfeiçoamento de suas propostas.

“Com apoio da Universidade e do Ocean Center tivemos resultados surpreendentes e plenamente satisfatórios em três dias de atividades, no qual a tecnologia e a sustentabilidade foram aplicadas para apontar soluções para problemas cotidianos e, ao mesmo tempo, com plena viabilidade econômica para terem êxito”, destacou o coordenador da BioTech e professor da Nilton Lins, Carlos Filipe Guimarães.

Para a Pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação da instituição, profa. Dra. Cleuciliz Santana, promover eventos como bootcamps e hackatons oportuniza aos alunos e docentes envolvidos apresentar propostas de soluções para problemas do mundo real.

“As pesquisas aplicadas já são uma realidade na área de Aquicultura da Nilton Lins e agora estão sendo ampliadas para outras importantes áreas, como nutrição, economia e negócios, com total apoio da reitora Giselle Lins Maranhão e do mantenedor Nilton Costa Lins Júnior, que incentivam a inovação tecnológica em todas as unidades acadêmicas da Universidade”.

Cauê Nero

Cauê Nero

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.