Amostra do coronavírus é encontrada em embalagem de bacalhau

20 de outubro de 2020 06:570 comentários

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

China encontrou, pela primeira vez, uma amostra do novo coronavírus SARSCoV-2 numa embalagem de bacalhau congelado, importado e recebido no porto de Qingdao, cenário do mais recente surto no país asiático.

O Centro Chinês de Prevenção e Controle de Doenças disse que esta é “a primeira vez que se confirma, fora de laboratório, que o novo coronavírus pode sobreviver durante um longo período de tempo em produtos, em condições especiais de transporte refrigerado”.




Esta descoberta pode significar que “o novo coronavírus utiliza produtos refrigerados como transporte”, o que lhe permite se espalhar “através das fronteiras e por longas distâncias“, noticiou o jornal estatal Global Times. Não foi revelado, contudo, qual era a origem da embalagem.

“A sobrevivência do vírus na superfície dos produtos pode infectar qualquer pessoa que entre em contato com eles, sem utilizar proteção“, o que coloca os trabalhadores do setor em particular risco, alertaram as autoridades sanitárias chinesas.

As mesmas autoridades reforçaram, porém, que não foram ainda detectadas infecções pelo novo coronavírus através da ingestão de alimentos.

 

Deixe um comentário