Artistas e lutadores também conduzirão a tocha em Manaus

Artistas e lutadores também conduzirão a tocha em Manaus

Pessoas que normalmente têm a missão de defender e representar o Amazonas no tatame, na água, nos palcos, em shows e em eventos culturais, também estão na lista dos que representarão o Estado, no próximo dia 19, pelas ruas de Manaus, conduzindo o símbolo das Olimpíadas, a Tocha Olímpica.

Além de educadores e alunos, as personalidades artísticas e atletas de diferentes modalidades participarão do revezamento da Tocha num trajeto de aproximadamente 40 quilômetros. Ao todo, mais de 170 pessoas foram selecionadas.

Dentre os escolhidos para conduzir a Chama Olímpica está o levantador de toadas David Assayag, que representará a classe artística. David é um dos grandes nomes da música amazonense e sua trajetória de sucesso é uma das marcas do cenário regional do “Boi-bumbá”. Durante a juventude, David sofreu um acidente enquanto tomava banho em um lago em Parintins, o que o levou a perder a visão. O fato não interferiu em sua carreira, consolidada como uma das mais importantes do cenário folclórico do Amazonas.

O cantor Nunes Filho – popularmente conhecido com o Rei do Brega – também percorrerá as ruas da Zona Leste conduzindo a tocha. Carismático, o artista é uma das personalidades mais irreverentes e populares de Manaus, possui 40 anos de carreira e mais de 30 CDs gravados. Seus shows continuam atraindo público cativo, que vai dos mais velhos aos mais jovens.

O músico, compositor, poeta e escritor Celdo Braga, também representará os artistas amazonenses. Com quase 35 anos de trajetória totalmente dedicada à sonoridade amazônica, Celdo foi um dos grandes responsáveis pela consolidação dos sons da floresta no cenário de destaque internacional. É responsável por várias pesquisas na área e por projetos educativos.

Entre os atletas que representarão o esporte amazonense está o nadador Jefferson Mascarenhas de 48 anos. Jefferson foi o mais jovem campeão, com 13 anos, da prova Almirante Tamandaré, recorde que permanece até hoje. É pentacampeão brasileiro por equipes e no ano passado ele entrou para história ao nadar 30 km em 7 horas, 35 minutos e 13 segundos, na competição de ultramaratona aquática “Challenger”.

Ainda representando o esporte, a judoca Rita de Cássia, a lutadora de jiu-jitsu campeã amazonense, Rebeca Rodrigues e sua filha, a lutadora de jiu-jitsu e ginasta Hanna Graziela Rodrigues, de 15 anos, também conduzirão a Tocha.

Imigrantes

O haitiano Abdias Dolce, que se refugiou em Manaus em 2011, representará os milhares de haitianos que se refugiaram no Brasil após o terremoto que devastou seu país. Ele reconstruiu sua vida e trouxe também a namorada do Haiti, casou-se e hoje tem um filho amazonense. Abdias, que é reconhecido por ajudar os compatriotas e ser um bom comunicador, trabalha em uma casa de câmbio e está abrindo seu próprio negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *