Assessor Parlamentar é assassinado durante partida de futebol em Iranduba

Assessor Parlamentar é assassinado durante partida de futebol em Iranduba

Rildo Agres Soares, 41, assessor parlamentar do Dep. Estadual Luiz Castro (REDE), ex-presidente da Associação dos Transplantados de Fígado do Amazonas, natural do município de Eirunepé, Morreu na tarde deste domingo apos ser atingido por dois tiros ao foi alvejado na tarde deste domingo (3), após uma confusão em um campo de futebol, localizado na Vila Janauari, no município de Iranduba (a 20 quilômetros de Manaus).

De acordo com o sargento França, da 8ª Companhia Independente de Polícia Militar (8ª CIPM), Rildo foi atingido por dois disparos, após uma briga envolvendo os jogadores da equipe de futebol do Bairro Educandos e os jogadores de uma equipe do Cacau Pireira, que disputavam um torneio de futebol quando tiros foram disparados por uma pessoa não identificada. A motivação ainda é desconhecida pela polícia, segundo informou o sargento.

Testemunhas não quiserem falar muita coisa, mais informaram que o autor dos disparos teria fugido em uma embarcação.

A vitima ainda foi socorrida e levada até o  Hospital 28 de Agosto em Manaus, onde passou por procedimentos cirúrgicos, mas acabou vindo a óbito.

O deputado Luiz Castro publicou nas redes sociais no inicio da noite deste domingo, uma nota de pesar.

“Rildo é mais uma vítima num país e num estado com enorme violência. Eu o conheci nessa sua sofrida lida pelo transplante, que foi exitoso. E o motivou a lutar para que outros portadores de hepatite crônica pudessem ter o mesmo direito…

Era um lutador. Um inconformado. Não possuía formação escolar, mas muita experiência de vida. Buscava ajudar os outros e fazia amizade com médicos e outros profissionais que valorizavam seu empenho na área de saúde.

Ele tinha um temperamento forte. Às vezes irritado, certamente com o seu estado psicológico afetado pela hepatite – uma das sequelas da doença se dá no córtex cerebral – mas era um abnegado batalhador por um atendimento de saúde digno para os usuários do SUS, especialmente os mais pobres ou com doenças crônicas graves.

Ele se foi. Ele que “domou” a hepatite, o diabete, a pressão alta e o glaucoma… foi “parado” por balas assassinas de mais um desvairado “matador” de nossa “guerra civil” brasileira…Uma guerra em que a violência é o sentido “sem sentido” de uma sociedade corrompida pelo medo, pela ganância e pelo poder da maldade.

Que Deus o tenha e conforte sua mãe, sua esposa, os demais familiares e amigos.

Estamos de luto”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *