Artigos por:Caíque Varella

Vice-presidente Mourão pede levantamento de investimento para concluir projeto que levará internet veloz a todo Amazonas

15 de fevereiro de 2019 12:100 comentários
Vice-presidente Mourão pede levantamento de investimento para concluir projeto que levará internet veloz a todo Amazonas

Informação sobre retomada do “Amazônia Conectada” foi dada ao vice-governador, defensor Carlos Almeida

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, solicitou de sua equipe que levante o investimento necessário para concluir o Projeto Amazônia Conectada, idealizado pelo diretor-presidente da Processamento de Dados do Amazonas (Prodam), Guilherme Morais, e incorporado pelo Governo Federal como parte do Programa Nacional de Banda Larga na região amazônica. A execução e manutenção da rede são feitas pelo Exército.



O pleito pela continuidade do Programa, que levará internet de banda larga a todos os municípios amazonenses, foi levado à Brasília (DF) pelo vice-governador do Amazonas, defensor público Carlos Almeida.

“O general Mourão recebeu muito bem o pedido de conclusão do Projeto Amazônia Conectada, idealizado pelo nosso presidente da Prodam, e já soubemos que o vice-presidente determinou, logo após a audiência que tivemos no Palácio do Planalto, nesta quinta-feira (14/02), o levantamento do custo para conclusão do lançamento da rede de fibra ótica no interior do Estado’’, informou Carlos Almeida.

O diretor-presidente da Prodam explica que dos 9 mil quilômetros de fibra ótica previstos no projeto, 900 quilômetros foram implantados, em rede subaquática. O projeto prevê investimento de R$ 1,5 bilhão, mas até o momento, o custo do Governo Federal para lançar 10% da rede de fibra ótica foi de R$ 50 milhões. “Baseado no custo até aqui, acredito que a conclusão do projeto demande bem menos que os R$ 1,5 bilhão iniciais’’, avalia Morais.

Segundo ele, a rede de fibra ótica já lançada chega aos municípios Iranduba e Manacapuru. Com a conclusão dos 9 mil quilômetros, feito pelo leito dos rios, todo o estado se beneficiará. Com essa infraestrutura, exemplificou o vice-governador, o Estado terá uma série de ganhos com uma internet veloz e confiável, como a expansão da educação à distância e da telemedicina.

Atualmente o projeto está parado e a rede tem dois pontos de rompimento. Entre Codajás e Coari, um trecho de 70 quilômetros, há dois rompimentos na rede de fibra ótica.

Governo Digital – A conclusão do Amazônia Conectada contribuirá para concretizar o projeto do governador Wilson Lima, de implantar o Governo Digital. Além do Amazônia Conectada, o Governo do Amazonas trabalha com outras duas possibilidades. O objetivo é dotar o estado de infraestrutura de internet de banda larga para integrar órgãos e melhorar, e mesmo inovar, na prestação de serviços, como na área da Saúde.

Em Manaus, a ideia é utilizar a rede já existente, a MetroMao, e ampliá-la. No interior, a internet via satélite é um caminho para essa integração tecnológica. Nesse último caso, a Prodam já iniciou tratativas com a Telebras e irá até o Ministério das Telecomunicações caso haja necessidade. O Governo Federal tem um Projeto chamado Governo Eletrônico Serviço de Atendimento ao Cidadão (GESAC), que pode atender as demandas do Estado.

Presidente da Prodam é eleito diretor de tecnologia da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação

Presidente da Prodam é eleito diretor de tecnologia da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação

O diretor-presidente da empresa Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam), João Guilherme Moraes Silva, foi eleito, nesta quinta-feira (14/2), diretor de tecnologia da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação (Abep). A eleição aconteceu em Brasília, durante a 146ª Reunião Ordinária do Conselho de Associadas da ABEP.




No novo cargo, João Guilherme será responsável por coordenar estudos e projetos para o avanço da tecnologia pública nos estados brasileiros. “Participar da diretoria da Abep é uma oportunidade do Amazonas protagonizar discussões sobre como a tecnologia pode tornar a gestão pública mais eficiente e melhorar a vida do cidadão”, afirmou.

A Abep existe há 41 anos com a missão de promover a cooperação entre as suas associadas e participar efetivamente na formulação de políticas públicas de TIC, nas diversas esferas governamentais, visando o fortalecimento da informática pública como instrumento de gestão, prestação de serviços e cidadania.

Sobre a Prodam/SA Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam) é uma sociedade de economia mista, cujo maior acionista é o Governo do Estado do Amazonas. Seus técnicos desenvolvem soluções que impactam milhares de vidas amazonenses como os sistemas de educação pública e trânsito. Além disso, a Prodam desenvolve soluções que melhoram a gestão governamental como os sistemas de patrimônio, almoxarifado e protocolo eletrônico.

Casa das Artes abre temporada 2019 com três exposições, neste sábado

‘Urbano-Ribeirinhos’, ‘Contemplações da Amazônia’ e ‘Expo Ajuri de Quadrinhos’ são as mostras que ficam disponíveis até 31 de março

‘Urbano-Ribeirinhos’, ‘Contemplações da Amazônia’ e ‘Expo Ajuri de Quadrinhos’ são as mostras que ficam disponíveis até 31 de março

A Casa das Artes (rua José Clemente, centro) recebe três exposições para abrir a temporada 2019 do espaço cultural, neste sábado (16/2), a partir das 19h. As mostras “Urbano-Ribeirinhos”, “Contemplações da Amazônia” e “Expo Ajuri de Quadrinhos” ficam disponíveis até 31 de março. Com apoio do Governo do Estado do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), a exibição propõe as percepções pela lente da geografia retratada pela pintura e uma coletiva de histórias em quadrinhos e artes gráficas e visuais. A entrada é gratuita.



“Urbano-Ribeirinhos” retrata as percepções pela visão da geografia. Trata-se de uma reflexão sobre sistemas territoriais, destacando redes locais de sujeitos que reconstroem vínculos, no município de Parintins (AM). As obras da exposição são de autoria do artista e professor da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) Estevan Bártoli, que propõe, para análise, a noção de Sistema Territorial Urbano-Ribeirinhos (STUR).

“A expectativa é tentar fazer um diálogo com a linguagem fotográfica, que acaba transmitindo o que é o concerto de paisagem na geografia e que trabalha tanto os aspectos da geomorfologia, quanto os aspectos culturais e da economia. Seria uma maneira de mostrar ao público a tese de que o processo urbano está cada vez mais intensificado, o que acaba absorvendo uma série de sujeitos das cidades ribeirinhas, pescadores, indígenas, produtores de embarcações, entre outros”, explica Bártoli.

Geografia e Artes Visuais – Já “Contemplações da Amazônia” une ciência e arte. O autor das obras é o artista e geógrafo Marcos Castro, que pensou em trabalhar as relações entre sociedade e natureza para revelar a geografia amazônica por meio das cores e formas retratadas nas telas.

“As minhas obras têm o objetivo de mostrar essa relação, ou seja, as categorias da Ciência Geográfica como espaço, lugar, território e paisagem. Desta forma, se estabelece a fusão entre uma ciência (a Geografia) e as Artes Visuais (pintura)”, destaca o artista.

Quadrinhos – A exposição “Ajuri de Quadrinhos”, que na linguagem indígena significa “reunião” e “mutirão”, é do coletivo de artistas “Ajuri Comics”. A exposição será integrada por quadros em formatos de quadrinhos, rascunhos de processo de criação das obras e pôsteres em especial ligados à cultura amazonense, como as lendas, cenários de Manaus, personagens históricos, imaginário popular e a mitologia. Além disso, também serão expostas pinturas, gravuras e instalações dos processos criativos.

De acordo com Romahs Mascarenhas, artista integrante do coletivo, o formato em quadrinhos será direcionado totalmente ao cenário local com trabalhos autorais. “Iremos exibir somente estes trabalho para que as pessoas possam conhecer estes artistas que já desenvolveram obras para grandes editoras americanas e europeias”, afirma.

Cristovão Coutinho, diretor da Casa das Artes, destaca a importância do circuito expositivo como forma de ampliar processos criativos. “A Casa das Artes é um espaço de cultura expandido com objetivo de integrar elementos criativos que possam ser expostos para ampliar o repertório crítico do público que frequenta o local”, destaca.

As três exposições iniciam a programação de 2019, que terão início neste sábado (16/02), às 19h, e ficarão disponíveis até 31 de março. As visitações acontecem de terça a domingo, das 15h às 21h.

Serviço: Abertura da temporada 2019 da Casa das Artes
Data/Hora: 16 de Fevereiro de 2019, às 19h.
Local: Casa das Artes (Rua José Clemente, 564 – Centro)
Entrada: Gratuita
Classificação: Livre

Luiz Castro é escolhido para representar o Norte no Conselho Nacional de Secretários de Educação

Luiz Castro é escolhido para representar o Norte no Conselho Nacional de Secretários de Educação

Secretário de Educação do Amazonas foi eleito um dos vice-presidentes do Consed

Em Brasília para participar da 1ª Reunião Extraordinária do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) do ano de 2019, o secretário de Estado de Educação do Amazonas, Luiz Castro, foi eleito um dos vice-presidentes durante a eleição que definiu os representantes de cada região. O encontro reelegeu, nesta quinta-feira (14/2), a secretária de Educação do Mato Grosso do Sul, Cecília Motta, como presidente para o biênio 2019-2020.



Castro foi escolhido pelos secretários estaduais de educação de Rondônia, Amapá, Roraima e Tocantins. Como represente da Região Norte em uma das 4 vice-presidências do Consed, o atual secretário de educação quer construir coletivamente pautas que ajudem a entender a educação na região amazônica. “Vamos tratar das nossas maiores necessidades de suporte para enfrentar as dificuldades logísticas peculiares da nossa região, dos custos elevados, e trabalhar apoio maior para superar o déficit educacional”, ressaltou.

Para Luiz Castro, a presença do Amazonas na diretoria do Consed é importante para construir um valioso instrumento indutor, mediador e influenciador das políticas públicas de educação. “Precisamos, além dos debates nacionais, destacar a agenda amazônica, nossa pauta peculiar dentro do desafiador cenário do país”, afirmou.

Consed – Na reunião que definiu sua diretoria, o Consed também discutiu os temas prioritários para 2019 e começou a escolher os coordenadores de seus grupos de trabalho. Neste ano, dez grupos serão formados: os GTs de Ensino Médio, Formação Continuada de Professores, Avaliação, Tecnologia e Gestão Escolar continuarão atuando. Educação Profissional, Anos Finais do Fundamental, Prestação de Contas e Regime de Colaboração são os temas dos novos grupos.

Os grupos de trabalho do Consed reúnem técnicos de todos os estados e são coordenados, em média, por dois secretários. As atividades contam com o patrocínio técnico e financeiro de parceiros do terceiro setor. Para conhecer o resultado desses grupos, basta acessar a página do conselho na internet: consed.org.br.

Auditoria recomenda Recertificação da Amazonprev na ISO 9001-2015

Auditoria recomenda Recertificação da Amazonprev na ISO 9001-2015

A Fundação Amazonprev conquistou, nesta quinta-feira (14/2), a recomendação de manutenção do Certificado ISO 9001, versão 2015. Foram quatro dias de auditoria realizada pela Fundação Carlos Alberto Vanzolini, da Universidade de São Paulo, sob a supervisão do auditor Ricardo Rita. A Recertificação foi recomendada sem qualquer registro de não conformidade e/ou pontos fracos. Além desse fato, a Amazonprev é a primeira instituição pública, em todo o Estado do Amazonas, a confirmar a manutenção de certificação da norma. A avaliação teve como conceito a análise e mapeamento de riscos nas atividades da organização.



Durante a reunião de fechamento da auditoria, Ricardo Rita agradeceu a postura de facilitação dos servidores, o que, segundo ele, não é algo tão comum em processos de auditoria. Rita aproveitou ainda para indicar os pontos fortes identificados durante a avaliação das áreas de gestão.

“Na Amazonprev os servidores possuem um alto nível de conhecimento do sistema de negócio e isso é excelente porque é uma exigência da norma. Mesmo com a mudança recente de liderança na instituição, esse alto nível se manteve”, avaliou Rita, ao admitir que o planejamento estratégico, o mapeamento dos processos e a política de comunicação também foram itens imprescindíveis para recomendar a Recertificação da ISO.

Para o presidente da Amazonprev, André Luiz Zogahib, o resultado é reflexo do comprometimento que a equipe de servidores tem com a missão institucional e fruto de um trabalho desenvolvido ao longo de anos, por meio de auditorias internas, que ajudam a manter um contínuo processo de identificação e tratamento dos riscos e oportunidades de melhoria.

Zogahib ressaltou ainda que essa conquista consolida a Amazonprev como uma organização de estrutura sólida e que atende aos princípios e elementos constitutivos com os quais foi criada.

“Isso mostra que estamos totalmente alinhados aos princípios do Governo do Estado, que primam pela alta capacitação técnica e estrutural para atender as necessidades do cidadão de forma ética, honesta e transparente. A Amazonprev, ao conquistar padrão normativo internacional, realiza algo praticamente inédito no Brasil. Somos um dos poucos, talvez até o único Regime Próprio de Previdência a alcançar tão alto nível”, analisou.

Posição de destaque – A norma ISO 9001:2015 foi publicada em setembro de 2015, com objetivo de substituir a versão 2008, que foi concedida à Amazonprev em 2010. Em 2018, a Fundação migrou para a versão 2015. A manutenção e aprimoramento das boas práticas de gestão garantiram, agora em 2019, a recomendação para ser Recertificada.

O relatório de auditoria, consolidado pelo auditor Ricardo Ritta e que recomenda a manutenção da ISO, será entregue à Fundação Carlos Alberto Vanzolini, da Universidade de São Paulo, para que seja oficializada a emissão do Selo de Recertificação.

Secretária da Setrab-AM é eleita vice-presidente do Fórum Nacional de Trabalho

Secretária da Setrab-AM é eleita vice-presidente do Fórum Nacional de Trabalho

A secretária de Estado do Trabalho do Amazonas (Setrab-AM), Neila Azrak, foi eleita vice-presidente nacional do Fórum Nacional de Secretarias Estaduais do Trabalho (Fonset). A votação da nova diretoria do colegiado aconteceu em Brasília, nessa quinta-feira (14/2). O novo presidente do Fórum é Davidson Magalhães, secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado da Bahia.



Segundo Neila Azrak, seu propósito como vice do Fórum é contribuir para solucionar problemas envolvendo as questões de trabalho no país. “Essa é uma missão muito importante dentro do Fonset, pois vamos fortalecer a integração dos estados, em prol dos trabalhadores. Estou à frente da Região Norte, sinto-me, portanto, feliz em poder cooperar na busca de soluções e melhorias para o nosso estado e demais unidades do nosso país”, disse Azrak.

Fonset – O Fonset foi criado na década de 80, como uma sociedade civil constituída por titulares das secretarias estaduais de Trabalho e Distrito Federal, com objetivo de discutir temas relevantes sobre os desafios, desenvolvimento e melhorias no âmbito das políticas de trabalho e emprego.

Trump deve declarar emergência por muro na fronteira com o México

14 de fevereiro de 2019 23:020 comentários
Trump deve declarar emergência por muro na fronteira com o México

  O presidente dos EUA, Donald Trump, vai assinar o acordo que deve ser aprovado na Câmara dos Deputados e no Senado para manter o governo financiado e, assim, evitar uma nova paralisação parcial, mas pretende declarar emergência nacional para obter recursos para o muro que quer construir na fronteira com o México.

A informação foi dada na tarde desta quinta-feira (14) pelo líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell, enquanto os legisladores se preparavam para votar a lei que evitaria um novo apagão do governo federal.

“O presidente vai assinar a lei. Nós vamos votar rapidamente”, afirmou McConnell.



O senador, que durante semanas se opôs à declaração de emergência pelo presidente, disse ainda que afirmou a Trump que apoiaria a medida, o que permitiria que o republicano contornasse o Congresso e usasse forças militares para construir o muro.

“O presidente Trump vai assinar a lei de financiamento do governo, como ele disse antes, ele também vai adotar uma ação executiva -incluindo a emergência nacional – para assegurar que nós detenhamos a crise humanitária e de segurança na fronteira”, afirmou a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, nesta quinta.

A primeira votação será no Senado. Depois, a lei será submetida aos deputados da Câmara, ainda na noite desta quinta. A legislação prevê o financiamento de nove departamentos e agências até 30 de setembro.

Na última paralisação, que durou 35 dias e foi a mais longa da história americana, 800 mil funcionários foram colocados de licença ou trabalharam sem receber seus pagamentos até que Trump recuou e aceitou um acordo para reabrir o governo sem dinheiro para o muro.

O princípio de acordo bipartidário já havia sido anunciado na noite de segunda (11) por legisladores democratas e republicanos. A medida prevê US$ 1,375 bilhão para construção de cerca de 90 quilômetros de novas cercas ao longo da fronteira com o Texas.

O valor é inferior aos US$ 5,7 bilhões que Trump exige para a obra, mas o presidente pretende obter o restante com a declaração de emergência.

O líder da minoria democrata no Senado, Charles Schumer, afirmou que a medida seria um movimento na direção errada. O ato deve ser questionado legalmente, e a Câmara poderia aprovar uma resolução para desaprovar a medida, que McConnell seria obrigado a votar no Senado, algo que o republicano pretende evitar.

O apagão encerrado em janeiro custou US$ 11 bilhões à economia americana, segundo estimativas da comissão orçamentária do Congresso. A análise reflete perdas provocadas por falta de trabalho dos funcionários federais, queda nos gastos do governo e redução da demanda durante o tempo em que o governo ficou parcialmente parado. Com informações da Folhapress.

Gabriela Pugliesi se irrita com quantidade de nudes que marido recebe

Gabriela Pugliesi se irrita com quantidade de nudes que marido recebe

youtuber e blogueira de saúde e bem-estar Gabriela Pugliesi publicou alguns vídeos no Instagram de seu marido, Erasmo Viana, nesta quinta-feira (14).

Ao ficar responsável pelas redes sociais  de Erasmo enquanto ele participa da nova edição do reality “O Aprendiz”, da Band, Pugliesi se irritou ao receber fotos de mulheres nuas nas mensagens do Instagram.



“Ele deixou o Instagram logado no meu pra se precisar postar alguma coisa pra ele eventualmente. E aí eu queria dar um recado pra vocês meninas, mulheres, senhoras, que o que eu recebi de periquita em 3 dias não é normal. Eu só queria dizer que não é o Erasmo que está recebendo as periquitas, sou eu”, disse.

Pugliesi continuou: “Eu estou ligada no insta dele, então está sendo em vão vocês mandar nudes, periquita, a raba, qualquer coisa. Nada contra, não julgo ninguém, cada um faz o que quer, manda o que quer, mas está sendo em vão pois realmente não está indo para a pessoa que você está achando.

No caso, sou eu quem estou vendo, não muda em nada. É só pra poupar mesmo de você de tirar foto lá do jeito, mandar. Ele não tá vendo, ele não vai ver pois eu apaguei. Não vou te expor, sou de boa, e aí você pode voltar a mandar quando ele voltar a usar o Instagram dele. Tá bom? Obrigada”.

Bruna Linzmeyer posta foto beijando a namorada em ato contra homofobia

Bruna Linzmeyer posta foto beijando a namorada em ato contra homofobia

Bruna Linzmeyer compartilhou no Instagram, nesta quarta-feira (13), uma foto beijando a sua namorada, Priscila Visman. O objetivo da atriz de ‘O Sétimo Guardião’ foi chamar atenção para o preconceito sofrido por casais LGBTQ e para a necessidade de criminalizar a homofobia.



“Quantos acham essa foto desnecessária? Quantos e quantas dizem: ‘Pra quê?. Ser lésbica tudo bem, mas ninguém aguenta mais você falando sobre isso. Não precisava’. Quando leio isso, e ainda leio isso aqui, ainda aqui, que é um instagram de uma pessoa publicamente em um relacionamento lésbico, penso como isso me traz notícias de como nossa sociedade está. Então o que não falta, se quisermos mesmo ver, são notícias de jornal falando de violências e homicídios contra pessoas lgbtq só porque essas pessoas são lgbtq.

É a dificuldade de conseguir um emprego, de alugar uma casa, só porque você é trans, ou um casal de lésbicas, ou um casal gay. Hoje o supremo tribunal federal vota a criminalização da lgbtqfobia. Torna crime um ato motivado somente por ódio”, escreveu Bruna.

O casal está junto desde março de 2017.

Empresas de ônibus de Manaus iniciam campanha de combate ao abuso contra mulheres

Empresas de ônibus de Manaus iniciam campanha de combate ao abuso contra mulheres
A partir desta quinta-feira (14/02), o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), juntamente com as empresas Integração, Rondônia, Via Verde, Vega, Expresso  Coroado, Líder, Global Green, Viação São Pedro e Açaí,  iniciou a divulgação da campanha de combate ao abuso contra as mulheres no transporte coletivo.


A iniciativa vem para atender a lei de Nº 4.784/2019, aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) e sancionada pelo governador no dia 18 de janeiro, que determina a fixação de cartazes em todos os ônibus como forma de combater a prática que é crescente.
Com o slogan “Abuso e violência contra as mulheres no transporte coletivo são crimes. Denuncie”, as peças de divulgação informam os números 190 (Polícia Militar) e 180 (Central de Atendimento à Mulher) para as pessoas que sofrerem ou presenciarem situações de abuso contra a mulher realizarem a denúncia. Dados como horário, linha do ônibus, roupa do agressor e características físicas devem ser repassados aos órgãos.
O Diretor Presidente do Sinetram, Algacir Gurgacz, destaca que os ônibus são espaços de convivência social e que, portanto, regras de boa convivência devem ser consideradas por todos. “A questão do abuso contra as mulheres diz respeito a toda a sociedade. É um crime que deve ser combatido e denunciado por todos sempre que ocorrer”, disse.
Os cartazes serão fixados em toda a frota que atende o transporte coletivo em Manaus, totalizando 1.249 ônibus, nos terminais de integração e nos postos do Sinetram.

De vestido cavado e transparente, Cicarelli se casa pela 3ª vez

De vestido cavado e transparente, Cicarelli se casa pela 3ª vez

Daniella Cicarelli se casou com o empresário Guilherme Menge há cerca de quatro semanas em uma praia na Califórnia, nos Estados Unidos. A cerimônia discreta marcou o terceiro matrimônio da apresentadora. Nesta quinta-feira (14), em comemoração ao Valentine’s Day, Dia dos Namorados em algumas partes do mundo, ela postou fotos do casamento em uma homenagem ao marido.



“Hoje celebramos o Dia dos Namorados aqui [Califórnia]… então, aproveito para desejar muito amor para todos nós! E que cada um de vocês encontre seu lugar no mundo, como eu encontrei nos seus braços”, escreveu Cicarelli.

O vestido curtinho, cavado e com transparências vestido pela noiva foi feito sob medida pelo Dirce Atelier.

O casal está junto desde 2017. Cicarelli se casou com Ronaldo, em 2005, em grande estilo, no Castelo de Chantilly, na França. A união durou apenas três meses. Em 2011, a famosa casou-se com o empresário Frederico Schiliró, com quem tem uma filha, Ana Beatriz, de 6 anos. Eles se separaram em 2015.

       

 

Governo do Estado prepara grande campanha de vacinação contra sarampo

Governo do Estado prepara grande campanha de vacinação contra sarampo

O Governo do Amazonas está preparando uma grande campanha de vacinação contra o sarampo, uma preocupação local, sobretudo com a migração venezuelana, mas também do Governo Federal. Isso porque o País poderá perder a certificação internacional de eliminação do sarampo caso os surtos do vírus, que também alcançaram Roraima e Pará, não sejam eliminados.



‘’A questão do sarampo é um caso sério de saúde pública, com reflexos também na economia do País. Sem a certificação, teremos problemas, por exemplo, com o turismo’’, alerta o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante a 1ª Assembleia Geral 2019 da Comissão Intergestores, realizada hoje (14/02), na sede da Organização Pan-americana de Saúde (Opas), em Brasília, e que reuniu secretários municipais e estaduais de Saúde e a União.

No encontro, o Ministério da Saúde mostrou, aos secretários, a queda crescente nos índices de vacinação no País desde 2011 (veja os números abaixo), motivados por inúmeras questões, o que não é diferente no Estado, como afirma o vice-governador e secretário da Saúde, defensor público Carlos Almeida. ‘’Há várias causas socioeconômicas. Uma delas é que as gerações mais jovens não viveram períodos em que o Brasil sofreu com doenças como o sarampo, então muitas subestimam os riscos do vírus. Nosso desafio é mudar esse e qualquer outro entrave’’, destaca o secretário.

Carlos Almeida afirma que a campanha de vacinação terá o desafio de elevar os índices nos municípios que não atingiram a meta de no mínimo 95% de cobertura vacinal, preconizada pelo Ministério da Saúde. “No geral, em 2018, o Amazonas alcançou média de 97,47% na primeira dose e 79% na segunda dose. Metade dos municípios não alcançou a meta mínima do Ministério”. No ano passado, segundo o Ministério da Saúde, o País registrou 10.302 casos de sarampo, a maioria no Amazonas.

O secretário de Saúde afirmou que o ministro Mandetta está certo quando disse que, ‘’apesar das dificuldades de cada cidade, de cada gestor, está faltando estratégias para ampliar a vacinação’’. Usar a elevada taxa de matrícula escolar para ampliar a vacinação é uma delas, um caminho defendido no encontro de secretários.

QUADRO

COBERTURA VACINAL EM QUEDA NO BRASIL

SARAMPO

2011 – 100% 1ª dose – 92,8% 2ª dose

2017 – 90,4% 1ª dose – 75,2% 2ª dose

2018 – 83,4% 1ª dose – 68,0% 2ª dose

Fonte: Ministério da Saúde

STF impõe nova derrota a Ronaldo Tiradentes

STF impõe nova derrota a Ronaldo Tiradentes

O ministro Alexandre de Moraes acaba de restabelecer integralmente a decisão proferida pela Justiça do Estado do Amazonas, que, corretamente, tinha determinado a Ronaldo Tiradentes que cessasse imediatamente os ataques pessoais e falsidades dirigidas ao senador Eduardo Braga. Confira, no anexo, a íntegra da decisão de Moraes.

O ministro restaurou, inclusive, os valores estipulados a título de multa diária de R$ 50.000.00 (cinquenta mil reais) em caso de descumprimento da decisão. Caso não seja assegurado o direito de resposta ao senador Eduardo Braga, ficará caracterizado o crime de desobediência, conforme sentenciou o Juiz de Direito Manuel Amaro de Lima, em sua decisão.



De forma odiosa e ferindo todos os princípios da ética jornalística, Ronaldo Tiradentes vem atacando o senador Eduardo Braga, sistematicamente, com notícias injuriosas e sem qualquer fundamento.

Em seu despacho, o ministro Alexandre de Moraes reconhece que a decisão da justiça amazonense “não estabeleceu qualquer censura prévia ao exercício da função jornalística”, mas, tão somente, a garantia que todos os cidadãos têm de reagir contra ofensas injustas e abusivas.

A conclusão do ministro Alexandre de Moraes não deixa dúvidas: “inexistiu qualquer imposição inconstitucional de censura prévia”.

Bolsonaro define idades mínimas de 62 e 65 anos na Previdência

Bolsonaro define idades mínimas de 62 e 65 anos na Previdência

presidente Jair Bolsonaro decidiu nesta quinta-feira (14) que a nova reforma previdenciária estabelecerá idades mínimas de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens.

Em reunião com a equipe econômica, ficou estabelecido que haverá um período de doze anos de transição para se chegar aos pisos para recebimento da aposentadoria.



A confirmação foi feita pelo secretário especial de Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho. Segundo ele, a equipe econômica defendeu uma única idade mínima para homens e mulheres de 65 anos, o que foi recusado pelo presidente. As idades foram antecipadas pela Folha de S.Paulo nesta quinta.

“A equipe econômica defendeu a ele 65 anos iguais para os dois gêneros e uma transição de dez anos. Essa era a ideia da equipe. E, após uma negociação com o presidente, o resultado é 65 anos para homens e 62 anos para mulheres. É uma transição de doze anos”, disse.

Marinho ponderou que, apesar da decisão anunciada, o texto do projeto ainda pode sofrer alterações até a quarta-feira (20). Ele será submetido até o dia do anúncio à área jurídica do Palácio do Planalto.

“Hoje o presidente, dentro das informações que recebeu, tomou a decisão final. O texto está pronto e já começa a circular dentro das instâncias internas para ser validado”, disse.

Segundo ele, a ideia é que, na quarta-feira (20), Bolsonaro faça um pronunciamento à nação, explicando os detalhes da proposta. O discurso deve ser realizado em cadeia nacional de televisão e rádio.

Ele lembrou que, a princípio, o presidente defendeu uma idade mínima de 60 anos e um período maior de transição, opinião que foi alterada após negociação com a equipe econômica.

“O presidente tem sensibilidade e entende as condições da economia. Ele fez a distinção dos gêneros. E nós conseguimos encurtar um pouco a questão da transição”, afirmou.

A expectativa é de que na próxima quarta-feira (20) o presidente assine o texto e, no mesmo dia, ele seja divulgado publicamente e enviado à Câmara dos Deputados.

A reforma da Previdência de Bolsonaro é mais dura do que a versão final do projeto do ex-presidente Michel Temer.

O texto de Temer, após tramitar por comissão especial da Câmara, já poderia ser votado pelo plenário da Câmara e também prevê a criação de uma idade mínima de 65 anos (homens) e 62 anos (mulheres).

Mas essas faixas etárias seriam alcançadas em 20 anos.

Ao encurtar a escalada da idade mínima, o governo tem como objetivo economizar mais no pagamento de aposentadorias, já que as regras para se aposentar ficarão mais rígidas em um período mais curto.

Um integrante da equipe econômica confirmou que, pela proposta de Bolsonaro, os servidores públicos também terão que cumprir as idades mínimas previstas no projeto.

Atualmente, os servidores podem se aposentar com 60 anos (homem) e 55 anos (mulheres).

A intenção é enviar o projeto de lei que aumenta o tempo de serviço mínimo exigido para militares junto com a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que define as mudanças nas regras de aposentadorias para o serviço público e iniciativa privada.

Mas, de acordo com um dos participantes da reunião com Bolsonaro, isso ainda pode ser alvo de discussões, o que poderia adiar a apresentação do projeto de lei referente aos militares. Com informações da Folhapress.

Wilson Lima recebe prefeitos de Manacapuru e Urucurituba para discutir demandas dos municípios

Wilson Lima recebe prefeitos de Manacapuru e Urucurituba para discutir demandas dos municípios

O governador do Amazonas, Wilson Lima, recebeu nesta quinta-feira (14/02), os prefeitos de Manacapuru, Beto D’Angelo, e de Urucurituba, José Claudionor. Entre os assuntos discutidos estão demandas nas áreas de educação, saúde, segurança, infraestrutura e produção rural.

Em Manacapuru, município da região metropolitana de Manaus, o Governo, por meio de uma comissão crida no âmbito da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), já está fazendo um levantamento de todos os contratos e convênios de obras, como a da rodovia AM-070.



“A gente está estudando como nós vamos fazer para retomar essas obras, levando em consideração a questão técnica, a chuva, que nesse período é muito forte, muito intensa, e o orçamento. A rodovia AM-352  já está em obras por conta de uma ponte que caiu. E esse trecho a gente deve entregar nos próximos 30 dias. Há a questão também da  rodovia Manoel Urbano, que só deve ficar pronta no ano que vem. São necessários, pelo menos, mais dois verões pra que efetivamente essa obra seja concluída”, afirmou o governador.

Na área da saúde, a reforma e ampliação do Hospital da Maternidade Cecília Cabral devem ser retomadas. Para Beto D’Angelo, a aproximação entre Prefeitura e Governo do Estado vai facilitar as ações no município.

“Saio daqui com a esperança renovada de que a gente possa retomar essas obras muito em breve. Tem sido discutido com toda a Câmara Municipal para que não paire dúvida, para que cheguem à comunidade nossos pleitos, nossas necessidades”, disse o prefeito.

Já em relação à segurança pública, Manacapuru está sem Guarda Municipal. A prefeitura tem trabalhado na realização de um concurso e, assim que o certame for concluído, o Governo, por meio da Polícia Militar, deve treinar o efetivo com a intenção de ser incorporado ao sistema de segurança pública. Além disso, Manacapuru tem hoje 10 câmeras de monitoramento de segurança que, segundo o prefeito, contribuíram na redução da criminalidade. A ideia é integrar as câmeras ao sistema de monitoramento do estado.

Na área ambiental projetos vão ser desenvolvidos na RDS do Piranha, como manejo de jacaré e treinamento de comunitários para atuar no turismo e na pesca esportiva, atividades que crescem na região. Além disso, o governador anunciou a liberação do pagamento dos produtores de juta e malva.

“Já autorizamos o pagamento da subvenção da juta e da malva referente a 2015 e 2016.  A gente tá só dependendo de alguma documentação por parte desses produtores para que possam ser beneficiados. E já estamos dando continuidade nos projetos para que os pagamentos dos anos anteriores sejam feitos”, garantiu Wilson Lima.

Urucurituba – O prefeito de Urucurituba, José Claudionor, também apresentou ao governador Wilson Lima as principais demandas do município, como reforma e ampliação de quadras poliesportivas, reforma de escolas, aquisição de equipamentos para produção rural, apoio para recuperação da malha viária e a construção da segunda etapa da orla da cidade.

O governador adiantou que as reformas necessárias nas escolas estaduais já foram incluídas na agenda da Secretaria de Estado da Educação e Qualidade do Ensino. E que as outras necessidades demandadas vão ser avaliadas pelas demais secretarias.

Na área de segurança pública, o município tem se dedicado à implantação da Guarda Municipal e o trabalho em parceria com a Polícia Militar. O secretário de segurança pública, coronel Louismar Bonates, disse que a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) está disposta a dar o apoio necessário para que o município também consiga recursos federais.

“Nós estamos disponibilizando, inclusive, o nosso setor de planejamento para que a gente possa ajudá-los a buscar recursos do Governo Federal, através do Susp e da Senasp. Está sendo, realmente, muito proveitoso. Nós temos certeza que esse trabalho desenvolvido pelo governador Wilson vai nos dar tranquilidade para trabalhar de forma mais integrada e racionalizando os meios”, disse o secretário.

Outro assunto discutido foi o saneamento básico. Urucurituba está na lista dos municípios que receberão investimentos por meio de uma parceria entre a Companhia de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Ciama) e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Isso vai viabilizar, por exemplo, o acesso à água potável em comunidades com esse tipo de problema.

Por último, prefeito e vereadores solicitaram atenção do estado quanto à obra do hospital do município. Atualmente, os pacientes de Urucurituba são atendidos em Itacoatiara. “O hospital foi desativado em 2014, pra uma reforma. Então, o nosso maior problema no município, hoje, é o hospital. Ou a reforma do que está ou a construção de um novo, é o que a gente quer”, disse José Claudionor.

O governador Wilson Lima afirmou que o contrato da obra do hospital está entre os que serão revistos pela Seinfra. “Por isso é importante o diálogo. A cada dia de agenda com os prefeitos eu vejo o quanto a aproximação é importante. Temos que discutir tudo, de forma técnica. Eu não tenho nenhum interesse em impedir obras no interior. Se tem viabilidade técnica, e está dentro do orçamento, tem que sair, para o bem da população”, declarou Wilson Lima.

As reuniões contam com a participação de secretários das mais diversas áreas do governo como: educação, saúde, segurança pública, meio ambiente, infraestrutura e assistência social. Cada pasta tem feito um levantamento dos dados sobre sua área nos municípios do interior.

Sobe para oito o número de presos em Operação em Lábrea

Sobe para oito o número de presos em Operação em Lábrea
Subiu para oito o número de presos em uma operação desencadeada pelo sistema de Segurança Pública do Amazonas no município de Lábrea (a 865 quilômetros de Manaus). Há três foragidos e cinco menores de idade foram apreendidos, suspeitos de integrar uma organização criminosa que comanda o tráfico de drogas no município e que planejou atentados contra órgãos públicos na cidade, na semana passada.


Há poucas horas, os policiais prenderam Mizael de Souza Paulino, 18, vulgo “Mano Xu”. Com a detenção dele, continuam foragidos Leandro Marques, “Fei” e “Duca”. Ao todo, foram cumpridos 19 mandados de prisão preventiva e temporária. Um membro da organização criminosa foi a óbito após confronto com os policiais. 
Entre os crimes do grupo estão os responsáveis por ataques a patrimônios públicos, como incêndio de carros da saúde, além de autores de homicídio e tráfico de drogas.
Operação integrada – A operação foi determinada pelo secretário de Segurança, coronel Louismar Bonates, e envolveu o Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) da Polícia Civil, policiais do Comando de Operações Especiais (COE), Força Tática, Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam) e Batalhão Ambiental, além dos servidores da Delegacia de Lábrea. 
“Nós desencadeamos a Operação e cumprimos mandados. Cinco adolescentes foram conduzidos à Delegacia porque eram alvos de prisão temporária e vamos pedir a busca e apreensão deles. Essas pessoas serão indiciadas por organização criminosa, dano qualificado a bens públicos, incêndio majorado e corrupção de menores por utilizarem menores para produção dos crimes”, disse o delegado Juan Valério.

Fla e Flu prestam homenagens a garotos do Ninho e a Boechat

Fla e Flu prestam homenagens a garotos do Ninho e a Boechat

Flamengo e Fluminense estão em campo neste momento, no Maracanã, em partida marcada por homenagens aos dez meninos mortos no Ninho do Urubu, na semana passada, e ao jornalista Ricardo Boechat.



Ainda antes de a bola rolar, os jogadores do Tricolor entraram em campo com uma camisa especial, com os nomes de cada um dos jovens jogadores vítimas do incêndio trágico ocorrido no centro de treinamentos do rival. Elas foram doadas aos familiares.

O Rubro-Negro, por sua vez, disponibilizou camarote a representantes de todos os envolvidos no processo de ajuda às vítimas, como bombeiros, hospitais e hotéis.

Antes do início do primeiro tempo houve um minuto de silêncio em homenagem aos garotos. Antes de o segundo tempo começar, haverá mais um minuto, dessa vez em memória a Boechat.

Campanha de Anistia Fiscal ganha reforço na divulgação na capital e no interior

Campanha de Anistia Fiscal ganha reforço na divulgação na capital e no interior

Faltando um mês para o término da anistia fiscal, a campanha promovida pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-AM), recebeu apoio da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDLM), do Sindicato dos Fazendários do Amazonas (Sifam), da Junta Comercial do Amazonas (Jucea), da Federação do Comércio do Estado do Amazonas (Fecomércio-AM) e do Conselho Regional de Contabilidade (CRC) para intensificar a divulgação na capital e nos municípios do interior onde o fisco estadual conta com agências.



As entidades representativas de categorias firmaram parceria para possibilitar que as informações sobre os descontos de multas e juros de dívidas com o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e Imposto sobre Transmissão “Causa Mortis” e Doação (ITCMD), contraídas até dezembro de 2017, cheguem até o público-alvo.

“A CDL Manaus possui cerca de 4 mil associados. São empresas que tem atuado sob forte pressão para manter os negócios, apesar da crise. Muitas não têm conseguido pagar seus impostos em dia em virtude da queda no faturamento. A anistia representa um alento para os empresários, que estão inadimplentes, mas querem se regularizar desde que recebam uma oportunidade concedida pelo Estado”, declarou o presidente da CDL Manaus, Ralph Assayag.

Tanto a Câmara de Dirigentes Lojistas quanto a Fieam, além de colocarem o banner virtual da campanha no site institucional, também irão enviar e-mail marketing para os associados (a Federação das Indústrias conta com 1.230 filiados) a fim de alertar sobre os descontos de multas e juros que chegam a 95% para pagamento à vista e o prazo da anistia, que expira no mês de março.

Sifam – O Sifam irá contribuir com a divulgação da campanha tanto na capital quanto em nove agências e postos da Secretaria de Fazenda no interior do estado.  Com recursos do sindicato, serão colocados outdoors, banner, cartazes, faixas em unidades fazendárias. Além disso, os servidores que atuam diretamente na campanha utilizarão até o final da anistia, em 12 de março, camisetas que chamam a atenção dos contribuintes sobre os descontos.

Esta é a segunda vez que o Sifam contribui com a Sefaz-AM no sentido de divulgar uma campanha de anistia. A primeira parceria neste sentido aconteceu, em 2017, com saldo positivo para o estado. A meta inicial de arrecadação com a campanha era de R$ 100 milhões. Com a divulgação, o número final quase dobrou.  “Há dois anos conseguimos apurar com a campanha de anistia R$ 180 milhões. Pretendemos superar esse número disseminando a  informação na capital e interior, além de estimular os servidores a orientar o contribuinte  sobre a vantagem da adesão. Quando a maioria está engajada, fica mais fácil atingir um grande público”, explicou o presidente do Sifam, Emerson Queirós.

Programa de Anistia – De acordo com a lei Lei 4719/2018, que institui o programa de anistia, quem tiver débito de ICMS gerado até 31 de dezembro de 2017, terá 95% de desconto sobre juros e multas em caso de pagamento à vista; 85% em parcelamento de até 12 vezes; 70% para parcelamento de 13 a 60 vezes; e 50% no caso de parcelamento de 61 a 84 vezes.

Para o IPVA e ITCMD, a redução é de 95% no caso de pagamento de multas e juros à vista; de 70% em até cinco parcelas; e de 45% se o imposto for recolhido de seis a 10 vezes. A Lei prevê também a remissão de dívidas totais no valor de até R$ 2 mil no caso do ICMS e de até R$ 200 no caso do IPVA.

“Com a divulgação massiva por meio da parceria com a CDL, Fieam e Sifam, a Sefaz-AM intensifica a campanha para dar oportunidade aos contribuintes de começar o ano adimplentes com o fisco”, explicou o secretário de Estado de Fazenda, Alex Del Giglio.

De acordo com o secretário, a anistia é uma forma não apenas de estimular a economia por meio da renúncia fiscal, mas também de prover a recuperação fiscal em casos onde, de outra forma, os contribuintes não teriam condições de sanar suas dívidas por completo.

 

Tio e sobrinha são presos com arma de fogo, dinheiro e relógios roubados, na Compensa

Tio e sobrinha são presos com arma de fogo, dinheiro e relógios roubados, na Compensa

A Polícia Civil do Amazonas prendeu, na noite de quarta-feira (13/02), por volta das 19h, no bairro Compensa, zona oeste da capital, Késia Tayná Souza da Silva, 20, e o tio dela, Wendel Marques Souza, 25, com arma de fogo, munições, R$ 1.550,00 e relógios roubados.

As informações foram repassadas pelo delegado Rafael Allemand, titular da 5ª Seccional Centro-Sul, durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira (14/02), às 11h, no prédio do 12° Distrito Integrado de Polícia (DIP).



De acordo com a autoridade policial, Wendel está envolvido em roubo ocorrido no dia 11 de fevereiro deste ano à casa de um empresário de 37 anos, situada em um conjunto habitacional na segunda etapa do bairro Distrito Industrial, zona leste de Manaus.

Segundo o delegado, Wendel e comparsas, que estão sendo procurados pela polícia, utilizaram um veículo supostamente roubado e aguardaram o empresário chegar no local. No momento em que ele entrava na residência, os infratores anunciaram o crime e subtraíram da vítima R$ 107 mil em espécie, treze relógios e aparelhos celulares.“Ao longo das investigações em torno do caso, conseguimos identificar Wendel como um dos envolvidos no delito e tomamos conhecimento de que ele estaria pelo bairro Compensa, onde cometeu outros delitos. Com o apoio de policiais civis do 12° DIP e Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), nos deslocamos na noite de quarta-feira (13/02) até àquela área, onde, por volta das 19h, abordamos Wendel conduzindo uma motocicleta em via pública”, relatou Allemand.

Material apreendido – Conforme o titular da 5ª Seccional Centro-Sul, Wendel levou as equipes policiais até uma residência situada naquele mesmo bairro, onde estava a sobrinha dele, Késia. No imóvel os policiais civis apreenderam um revólver calibre 38 com numeração suprimida, utilizado no roubo ao empresário, além de quatro munições do mesmo calibre, intactas. Os policiais civis recuperaram, ainda, dois relógios e R$ 1.550,00 mil em espécie, subtraídos da vítima, encontrados com Késia.
“Em depoimento no 12° DIP, Wendel, que já tem passagem pela polícia por roubo, confessou participação no crime ocorrido dia 11 de fevereiro deste ano. Ele alegou que o delito foi cometido por sete pessoas e o dinheiro subtraído foi dividido entre eles. O infrator teria ficado com R$ 20 mil. Os elementos já tinham informações privilegiadas do imóvel, pois foram diretamente ao quarto da vítima. Vamos verificar se essas informações procedem de pessoas em presídios da capital e prosseguir com as investigações em torno do caso para identificar os demais envolvidos e indiciá-los”, destacou Allemand.
Flagrante – Wendel foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Ele também foi indiciado por roubo majorado. Já Késia foi autuada em flagrante por receptação. Ao término dos procedimentos cabíveis no 12º DIP, Wendel será levado para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul da capital.
Por se tratar de crime afiançável, será estipulada fiança à Késia. Caso ela não pague o valor até a conclusão dos procedimentos na unidade policial, ela também será levada para Audiência de Custódia.

Leticia Almeida, ex de Saulo, relata ter sido estuprada por Jonathan

Leticia Almeida, ex de Saulo, relata ter sido estuprada por Jonathan

atriz Leticia Almeida foi ao programa “Superpop”, desta quarta-feira (13), e alegou pela primeira vez na TV sobre ter sido estuprada por Jonanthan Couto, pai de sua filha Madalena e cunhado de seu ex-namorado, Saulo Poncio. Ela afirmou que estava bêbada e que tudo aconteceu sem seu consentimento.



“Ele me ofereceu bebida. Não costumo beber, mas estava bêbada aquele dia por causa de uma comemoração. Me ofereceu vinho, bebi vinho. Ele me levou para o último andar da casa e teve relações comigo, sem meu consentimento. Eu não lembrava devido a minha embriaguez e não tive reação. Rapidamente, consegui me livrar daquilo, fui para o meu quarto e dormi”, afirmou ao ser questionada pela apresentadora Luciana Gimenez.

Leticia disse que Jonathan lhe ofereceu uma pílula do dia seguinte, dois dias depois do alegado abuso sexual. “Eu fiquei super mal, porque eu não sabia o que tinha acontecido. Eu tomei. Não deu certo. Foi dois dias depois. Não consegui contar para ninguém”. A atriz também voltou a acusar a família Poncio de tê-la agredido e de tentar sequestrar a sua filha.

TEXTO

%d blogueiros gostam disto: