Bombeiros Mirins de Itacoatiara são promovidos a alunos- cabos

Bombeiros Mirins de Itacoatiara são promovidos a alunos- cabos

O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) promoveu a primeira turma de bombeiros mirins, a alunos-cabos, em Itacoatiara, a 176 quilômetros de Manaus, em linha reta e 211 quilômetros, via fluvial, da capital. A ação faz parte do Programa Educacional Bombeiro Mirim (Proebom), executado pela corporação desde 2016 no município. A formatura foi realizada na noite desta quinta-feira, 23, na Câmara Municipal de Itacoatiara.

“Nosso objetivo é formar cidadãos e incentivá-los a evoluir e para isso eles precisam manter a disciplina dentro e fora de casa, respeitado os pais, alcançando boas notas na escola e servindo como exemplo para os colegas”, enfatizou o Comandante dos Bombeiros do Interior, major Francisco Máximo.

Dos 61 participantes, 23 se destacaram e foram promovidos a alunos-cabos. Agora eles vão ampliar os conhecimentos em técnicas de salvamento, combate a princípio de incêndio, prevenção contra acidentes domésticos, ações cívicas, entre outros cursos.

Em todo o Estado, o CBMAM conta com 350 bombeiros mirins lotados nos município de Itacoatiara, Parintins, Iranduba, Tefé e Rio Preto da Eva. Este ano o projeto será levado a Manacapuru e Tabatinga.

Novos Projetos- Durante solenidade na Câmara Municipal de Itacoatiara, o Comandante dos Bombeiros do Interior, major Máximo, apresentou aos vereadores e representantes da Prefeitura, a importância de transformar a 1ª. Companhia Independente Bombeiro Militar de Itacoatiara em uma Unidade de Proteção de Defesa Civil e Meio Ambiente. Além disso, propôs a criação de um fundo municipal, oriundo da arrecadação da Taxa de Risco Potencial.

A nova unidade permitiria a ampliação dos serviços técnicos da corporação contra incêndio e pânico, como a regularização de empresas com autos de vistoria, a formação de brigadistas da própria comunidade, o incremento na formação de bombeiros mirins, ações cívico-sociais com os comunitários, bem como a criação do Protejo Terceira Chama, realizado com idosos do próprio município.

No âmbito da Defesa Civil, a nova unidade permitiria maior celeridade no desenvolvimento de ações de resposta voltadas aos desastres naturais e queimadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *