“Caminhada para a Vida” reuniu cerca de 800 pessoas, na Ponta Negra

“Caminhada para a Vida” reuniu cerca de 800 pessoas, na Ponta Negra

Cerca de 800 pessoas participaram neste domingo (11), na Ponta Negra, da “Caminhada para a Vida”. O evento, que reuniu profissionais da área da saúde, pessoas transplantadas, familiares e população em geral, foi uma das atividades realizadas durante o “Domingo Verde”, uma ação da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), realizada em parceria com a Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel). A atividade faz parte da programação da campanha “Setembro Verde”, que acontece durante todo o mês. O objetivo é chamar a atenção da população para a importância da doação de órgãos.

Segundo a coordenadora estadual de transplantes, Leny Passos, durante as atividades foi possível tirar dúvidas e sensibilizar as pessoas para a importância da doação de órgãos e tecidos. Ela diz que a população ainda tem muitas dúvidas em relação à doação, por isso é preciso sempre falar sobre o assunto. “Aproveitamos esse momento de descontração das pessoas com as famílias para mostrar que a doação é um gesto de solidariedade que pode salvar centenas de vidas”, ressaltou.

Foram realizadas diversas atividades, como aula de Zumba, torneio de futebol e tênis de mesa, além de brincadeiras com bambolê e pula-pula com as crianças.

A programação do “Setembro Verde” continua durante todo o mês, com palestras em hospitais, escolas e universidades. “A importância da doação de órgãos precisa ser cada vez mais debatida entre as pessoas. Somente dessa forma vamos conseguir aumentar o número de doações”, afirmou.

De acordo com a coordenadora, em 2011 75% das famílias abordadas se recusaram a fazer a doação de órgãos. “Em 2015 apenas 45% das famílias se recusaram a doar. Isso é uma evolução que deve-se, principalmente, ao fato de a população estar mais informada sobre o assunto”, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *