Com maconha até os cabelos para acalmar companheiro preso, mulher é presa ao tentar entrar no Ipat

Com maconha até os cabelos para acalmar companheiro preso, mulher é presa ao tentar entrar no Ipat

A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado Felipe Vasconcelos, titular do 20° Distrito Integrado de Polícia (DIP), falou na manhã desta segunda-feira (29/10), durante coletiva de imprensa realizada às 11h, no prédio da unidade policial, sobre a prisão, em flagrante, de Kele Andressa Sousa Silva, 24, ao tentar entrar no Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat) com uma porção de maconha escondida nos cabelos. A droga seria entregue ao companheiro dela, Daniel Caujeiro, que cumpre pena no presídio por roubo.

De acordo com a autoridade policial, a mulher foi interceptada na manhã de domingo (28/10), por volta das 10h, nas dependências da unidade prisional, situada na avenida Professor Paulo Graça, bairro Tarumã-Açu, zona oeste da capital. O flagrante aconteceu durante revista de rotina no local.



“Todas as delegacias da capital estavam funcionando ontem por conta das eleições e, por volta das 16h30, a equipe de segurança do Ipat nos apresentou Kele. A jovem foi visitar o companheiro na unidade prisional e tentou burlar a segurança durante os procedimentos de revista ao tentar entrar com a droga escondida nos cabelos”, explicou Felipe Vasconcelos.

Em depoimento, Kele argumentou que o companheiro foi condenado a mais de dez anos de reclusão por roubo e que a droga seria uma forma de acalma-lo dentro do presídio. “Infelizmente esse tipo de ocorrência acontece com certa frequência. Muitos familiares de detentos são flagrados tentando adentrar nas unidades prisionais com celulares, entorpecentes e outros objetos proibidos. Temos identificado, nos últimos meses, um aumento no rigor das revistas e constatado que, infelizmente, aqueles que já estão presos acabam colocando seus próprios familiares em atividades criminosas”, pontuou Vasconcelos.

Flagrante: Kele foi autuada em flagrante por tráfico de drogas. Ao término dos procedimentos cabíveis no 20° DIP, ela será levada para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul da capital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *