Cunhado do vice-prefeito de Maraã, matou Cícero Lopes, informou a polícia

Cunhado do vice-prefeito de Maraã, matou Cícero Lopes, informou a polícia

A delegada do município de Maraã, Alessandra Trigueiro, informou que um homem conhecido apenas por ‘José da Ponta’ foi o autor do tiro que matou o prefeito da cidade no último domingo.

“Ele foi identificado por testemunhas do crime e já está sendo procurado. Temos informação que ele está escondido nas comunidades da área rural de Maraã. Estamos fazendo buscas, mas até agora, ninguém conseguiu localizá-lo”, disse.

O vice-prefeito de Maraã, Luiz Magno Moraes (PT), negou envolvimento no assassinato do prefeito Cícero Lopes da Silva (PROS), mas confirmou  que ‘José’ vivia com sua irmã de criação.

“Eu entendo a revolta da família dele (do prefeito). Agora, o que eu não aceito é me acusarem. Eu não preciso fazer isto, não tinha necessidade. Graças a Deus, tenho uma vida estabilizada. Eu não tinha uma relação boa com o Cícero, me distanciei dele faz um ano e meio, mas não que me levasse a procurar a morte de alguém”, afirmou o vice-prefeito.

De acordo com o vice-prefeito, ‘José’ disse para a mulher, na terça-feira, que iria pescar e até ontem não havia retornado à sede do município. “Eu convivo com todo mundo na cidade. Este rapaz que está sendo acusado (o José), ele convivia com uma senhora que a minha mãe criou. Quando era adolescente, ela foi morar com a minha mãe e nos consideramos irmãos. O que acontece é que este suspeito (José) sumiu daqui, ele convivia com a gente quase todos os dias. Ele disse para a mulher dele, ele saiu anteontem e disse que iria pescar. Então, estão aguardando ele retornar”, disse.

Moraes disse que falou com José após o assassinato do prefeito. “Ele me deu um abraço, disse que tudo isto iria passar e ele sabia que eu era inocente. Ele veio aqui em casa”.

De acordo com o vice, Cícero tinha uma rejeição muito grande aqui na cidade. “Há uma possibilidade de armação de algum grupo político que tenha feito isto para culpar a gente pra acabar com os dois de uma vez. Tem a possibilidade de débito. Há possibilidade de crime político, não apenas com  meu envolvimento, mas de outro grupo adversário, esta é outra linha de investigação”.

Questionado sobre a possibilidade de assumir a administração municipal, Moraes afirmou que ainda não pensou nisto. “Desde domingo, eu não tenho dormido direito e ainda não pensei nisto (assumir a prefeitura)”, disse.

Sucessão

O nome do presidente da Câmara Municipal de Maraã, Bethuel Pereira Filho (PSC), é cotado para assumir a prefeitura do município, segundo informações do representante de Maraã em Manaus, Jander Souza.

De acordo com o representante do poder público na capital, será realizada ainda esta semana uma reunião com vereadores de Maraã para formalizar o nome do presidente da Câmara como o novo prefeito. “Até esta semana, os vereadores vão realizar uma reunião para formalizar o Bethuel na prefeitura, pois como o prefeito faleceu, e o seu vice, Luiz Magno Moraes, é um dos principais suspeitos do crime, ele não pode assumir. Mas isso deve ser resolvido o quanto antes, porque o município não pode ficar sem representante”, disse o representante.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *