fbpx

Detentas do Amazonas trabalham na confecção de 250 mil máscaras de proteção ao coronavírus

24 de março de 2020 19:210 comentários

Sistema prisional irá confeccionar máscaras de proteção e firma parceria para produção de álcool 70º contra o covid-19

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), vai produzir 120 mil máscaras descartáveis e firmou parceria para produção de álcool 70º para o combate à disseminação do novo coronavírus.



Nesta terça-feira (24/03), o governador Wilson Lima e o titular da Seap, coronel Vinícius Almeida, visitaram o núcleo de costura na Penitenciária Feminina de Manaus (PFM), onde detentas do regime fechado iniciaram a confecção dos equipamentos de proteção individual.

Serão confeccionadas 10 mil máscaras de proteção semanais, com a expectativa total de 120 mil. Após a produção, o material passará por um processo de esterilização na Fundação de Vigilância Sanitária (FVS), sendo destinado em seguida para usuários do sistema de saúde que apresentarem sintomas leves do novo coronavírus e aos profissionais da área de assistência social e de outros serviços de atendimento ao público.

O governador destacou a importância da iniciativa. “A Seap enxergou esse momento de risco que a sociedade enfrenta com a ameaça da Covid-19, que vem vitimando muitas pessoas, e buscou um meio de dar sua contribuição para minimizar os danos. Assim, tornando um ciclo completo: o trabalho dos apenados produzindo para o bem da própria sociedade, em uma iniciativa inédita”, observou.

Segundo Wilson Lima, a iniciativa se constitui em uma excelente ferramenta de ressocialização. “Diante da pandemia do coronavírus, declarada pela Organização Mundial de Saúde, é muito positivo permitir o emprego da mão-de-obra das internas na fabricação de Equipamentos de Proteção Individual que poderão servir para a prevenção de novos casos da doença”, declarou.

Benefício do trabalho – “O serviço de confecção das máscaras reverte às apenadas ganho duplo. Pois garante a remição da pena pelo trabalho e, também, com o aumento da autoestima dessas pessoas que se sentem valorizadas por contribuir com uma causa nobre de saúde pública”, reiterou o titular da Seap, coronel Vinícius Almeida.

Álcool 70º – A Seap firmou parceria com a Distribuidora Atem e a Indústria e Química Credie que vai permitir a produção de álcool 70º, um dos itens de prevenção indicado pelas autoridades de saúde contra o coronavírus.

Em parceria com as empresas de cogestão do sistema prisional (Reviver Administração Prisional Privada, Embrasil Serviços, Umanizzare Gestão Prisional e RH Multi), serão produzidas 250 mil garrafas de 100 ml do produto.

“A distribuidora de petróleo fará a doação do álcool e a empresa química fará o envasamento”, informou Vinícius Almeida.

Toda produção será enviada à Secretaria de Estado da Saúde (Susam), que ficará responsável pela distribuição aos agentes dos sistemas de saúde e de segurança pública. “Com o surto do vírus, houve aumento da procura de vários artigos de prevenção. E esses profissionais estão na linha de frente no combate à doença e necessitam a todo instante do álcool 70º para se manterem higienizados”, observou.

Deixe um comentário


%d blogueiros gostam disto: