Empresas tentam liberar ônibus mas são impedidas por sindicalistas

Empresas tentam liberar ônibus mas são impedidas por sindicalistas

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) informa que desde o início da manhã desta terça-feira (17), as empresas estão tentando colocar os ônibus nas ruas, porém o sindicato dos rodoviários ordenou que todos os trabalhadores fossem embora para suas casas, o que impediu a saída dos ônibus. Durante todo o dia cerca de 800 mil usuários foram prejudicados.

De acordo com o assessor jurídico do Sinetram, Fernando Borges, no fim da tarde o Sindicato dos Rodoviários encaminhou ofício ao Sinetram informando sobre o fim da greve. Apesar do anúncio do fim da greve, os ônibus não saíram das garagens por falta dos colaboradores.

“Recebemos um ofício do sindicato laboral informando o fim da greve e que haviam pedido aos colaboradores que retornassem as atividades, porém, mais cedo, eles mandaram todo mundo embora e as empresas ficaram impedidas de liberar os carros. Desde o início da manhã o Sinetram tenta colocar os ônibus nas ruas e tentar diminuir o prejuízo da população que utiliza o transporte. Esperamos que amanhã (quarta-feira) tudo volte a sua normalidade”, explica Borges.

Por volta de 17h, algumas empresas que ainda tinham colaboradores em suas dependências, conseguiram colocar alguns carros nas ruas. A Via Verde liberou 50 carros, a Açaí Transportes liberou 40 carros e a Expresso Coroado liberou 20 carros. A Eucatur liberou cinco carros, porém os mesmos foram depredados e voltaram para a garagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *