“Encerrar o contrato com Umanizzare não é o suficiente”, afirma Dermilson Chagas

29 de maio de 2019 16:280 comentários

O deputado Dermilson Chagas (PP) em tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), na manhã desta quarta-feira (29), afirmou que o encerramento do contrato com a empresa Umanizzare, terceirizada responsável pela gestão de seis presídios no estado é um bom começo, mas não o suficiente para resolver o problema do sistema prisional.



O parlamentar diz que o Governo do Amazonas precisa urgentemente se organizar e planejar para oferecer uma alternativa como a elaboração de um concurso público

Como presidente da Comissão de Direitos Humanos do Poder Legislativo, Dermilson esteve presente na reunião em que o governador Wilson Lima anunciou que não iria renovar o contrato com a Umanizzare. Para o parlamentar é louvável a atitude do chefe do executivo, mas que ele precisa urgentemente apresentar uma alternativa para o sistema prisional do Amazonas.

“Esse contrato, dessa empresa, já foi várias vezes questionado por nós deputados, pois é um contrato milionário e duvidoso para prestar um serviço que na prática, nunca existiu. Mas quero dizer que isso não é o suficiente, pois, não traz a solução de um problema gravíssimo. Essa é uma situação que precisa ter mais postura e mais ousadia. O Governo do Estado precisa criar um planejamento, se organizar para realizar concurso público”, disse.

Para Dermilson, o Estado precisa acabar com a terceirização os presídio. “O próprio Ministério Público do Estado, já afirmou que não é a favor de terceirização para gerir o sistema prisional do nosso Amazonas. Portanto, o governo do Amazonas precisa ser organizar com urgência para traçar uma meta e realizar um concurso público, porque não adianta cancelar o contrato com Umanizzare, fazer outro processo licitatório para contratar outra empresa e depois passar pelos mesmos problemas”, indagou Dermilson.

Deixe um comentário


TEXTO

%d blogueiros gostam disto: