fbpx

Escândalo na Saúde: Diretora do HPS 28 de agosto quer contratar empresa que perdeu licitação de serviços

31 de outubro de 2018 20:170 comentários

Claudia Teixeira, diretora do Hospital Pronto Socorro 28 de Agosto

Após as eleições, os velhos problemas envolvendo os contratos na Saúde do Estado continuam a prejudicar o serviço para a população. Desta vez, o escândalo é no Hospital Pronto Socorro 28 de Agosto, onde a diretora da instituição, Claudia Teixeira, insiste em contratar os serviços de imagens da empresa Diagmax, que perdeu o processo de licitação e que, inclusive, quarteiriza seus serviços com a cooperativa Radiocoop, não prestando o devido apoio ou oferecendo a qualidade necessária, o que fere os princípios trabalhistas.

A diretora do 28 de Agosto foi pessoalmente em busca de realizar procedimentos fraudulentos na Comissão Geral de Licitação (CGL), onde procurou diretamente o diretor-presidente Victor Fabian, tentando impugnar um procedimento licitatório para favorecer a Diagmax, do empresário conhecido como Gadelha, que é envolvida em vários escândalos, tendo inclusive abandonado os serviços no Pronto Socorro da Criança Zona Sul, deixando vários servidores sem receber seus salários.



Além das irregularidades encobertas por Claudia Teixeira, o proprietário da Diagmax faz parte da diretoria da Sociedade Portuguesa Beneficente do Amazonas, mais conhecida como Hospital Beneficente Portuguesa, a qual tem utilizado como empresa laranja para mascarar seus contratos irregulares com a direção do HPS 28 de agosto.

 

Vale lembrar que foi realizada licitação para a prestação do serviço de imagens do 28 de agosto, processo este que foi vencido pela empresa LÍDER SERVIÇOS , que já apresentou documentação completa e se mostrou apta ao serviço, porém o certame foi pausado a pedido de Claudia Teixeira para favorecer a empresa de Gadelha, mesmo com todas as irregularidades apresentadas.

Deixe um comentário


%d blogueiros gostam disto: