Falta de medicamentos coloca em risco a vida de transplantados

Falta de medicamentos coloca em risco a vida de transplantados

A falta de remédios na Central Estadual de Medicamentos do Amazonas (Cema) para o tratamento das pessoas transplantadas de fígado foi denunciada nesta quarta-feira (17) pelo deputado Luiz Castro (REDE), que apelou ao governo, a fim de que seja regularizado o fornecimento de Tracolimus, Ciclosporina e Insulina Lantus, essenciais para evitar a rejeição do órgão transplantado.

A falta desses medicamentos compromete a recuperação e coloca em risco a vida dos pacientes que necessitam dos medicamentos imunossupressores para evitar as reações do organismo ao fígado transplantado.

Da tribuna da Assembleia Legislativa, Luiz Castro disse que a situação dos pacientes  é dramática, porque geralmente são de famílias pobres que não dispõem de recursos para comparar os medicamentos.

Ele informou que enviará um ofício à Susam solicitando medidas urgentes para que a Cema disponibilize os medicamentos para os pacientes, conforme reivindica a Associação dos Transplantados de Fígado e Portadores de Doenças Hepáticas do Amazonas (Transplante), que encaminhou a denúncia ao deputado Luiz Castro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *