Ferj marca rodada do Carioca para dia de partida do Flamengo na Primeira Liga

Ferj marca rodada do Carioca para dia de partida do Flamengo na Primeira Liga

A briga política entre o Flamengo e a Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) ganhou mais um capítulo, com a decisão da entidade de destinar o dia 9 de março para a abertura da segunda fase do Campeonato Carioca. Isso porque, nesta data, o time rubro-negro tem o último duelo da fase de grupos da Primeira Liga, diante do Figueirense, às 19h30 (horário de Brasília), no estádio Mané Garrincha, em Brasília-DF.

A tabela da próxima fase do Estadual será divulgada no domingo, após a última rodada da primera etapa, e existe o temor, por parte dos flamenguistas, de que a Ferj opte por agendar um jogo da equipe.

Na manhã desta quarta-feira, ao deixar o Ninho do Urubu, após acompanhar o treino do time, o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, garantiu a realização do jogo. Na visão dele, a Federação vai marcar o jogo de estreia do Rubro-Negro na segunda fase para o fim de semana, nos dias 12 ou 13 de março.

“O jogo contra o Figueirense vai acontecer, porque não há conflito de datas com o Campeonato Carioca. Não há motivo para problemas. Não estamos prejudicando ninguém ou tentando fazer algo de errado, que possa prejudicar os outros. Existem datas disponíveis para o estadual no fim de semana de 12 e 13 de março. No meu entender, não existe nenhum motivo para preocupação e o bom senso vai prevalecer”, garantiu o mandatário.

Por ser uma competição de caráter amistoso, a Primeira Liga não é considerada oficial. Assim, para os clubes poderem jogar precisam da autorização das federações. A Ferj autorizou que Flamengo e Fluminense jogassem nas duas primeiras rodadas, mas dificilmente a permissão será estendida, caso as datas coincidam com jogos do Carioca.

A ação da Ferj resultou em uma resposta da Primeira Liga, que emitiu uma nota oficial na noite desta quarta-feira. Os organizadores não esconderam a irritação com a atittude tomada pela entidade máxima do futebol carioca.

“É lamentável, inadmissível e irresponsável este novo posicionamento do presidente da FERJ que, mais uma vez, tenta ilegalmente e sorrateiramente criar problemas ao andamento da Primeira Liga”, disseram os organizadores da Liga, em comunicado.

Confira na íntegra a nota oficial da Primeira Liga:

Os 15 clubes integrantes da Primeira Liga tomaram conhecimento no dia de ontem sobre a posição da FERJ no sentido de proibir que Flamengo e Fluminense participem dos jogos da Primeira Liga previstos para os dias 9 e 10 de março, jogos estes que já eram de conhecimento público há alguns meses.

É lamentável, inadmissível e irresponsável este novo posicionamento do presidente da FERJ que, mais uma vez, tenta ilegalmente e sorrateiramente criar problemas ao andamento da Primeira Liga.

Convém lembrar que no dia 28 de janeiro de 2016, a CBF, mediante a Resolução da Diretoria nº 02, aprovou a realização dos jogos da Primeira Liga em 2016, nos termos da tabela apresentada. A própria FERJ, no mesmo dia, também mediante resolução, aprovou a participação do Flamengo e Fluminense na competição.

Portanto, a proibição da realização dos jogos que a FERJ tenta levar adiante se contrapõe diretamente a sua própria posição anterior e, sobretudo, a uma resolução da CBF, a qual a FERJ deveria cumprir à risca. Ao não cumprir uma norma da CBF, a FERJ desobedece uma orientação superior e fica sujeita a punições disciplinares.

É por fatos como este que precisamos de uma mudança urgente na estrutura do futebol nacional. Não é possível conviver com pessoas cujo único objetivo de vida é o poder pelo poder. O futebol brasileiro paga um preço muito caro por pessoas assim.

A Primeira Liga, como entidade legalista que é, continuará firme na defesa de seus princípios e direitos, independentemente dos escusos interesses do Presidente da FERJ.

A programação dos jogos da competição não sofrerá nenhuma mudança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *