FPS assina termos de fomento para repasse de R$ 3,4 milhões a organizações sociais

FPS assina termos de fomento para repasse de R$ 3,4 milhões a organizações sociais

O Governo do Amazonas, por meio do Fundo de Promoção Social (FPS), assinou no dia 13 de julho, 23 Termos de Fomento com Organizações da Sociedade Civil (OSC) da capital e do interior. Os recursos, na ordem de aproximadamente R$ 3,4 milhões, irão beneficiar tanto instituições que prestam serviços assistenciais na capital e interior, quanto cooperativas e associações de produtores rurais.

Durante a cerimônia de assinatura dos termos, na sede do Governo, na Compensa, a presidente de honra do FPS, a primeira-dama do Estado, Edilene Gomes de Oliveira, ressaltou o fato de que o Governo vem buscando priorizar instituições do interior, especialmente aquelas que nunca tinham conseguido conveniar com o Estado. Dos 23 projetos aprovados, 14 são associações que estão conveniando pela primeira vez, sete delas do interior.

“Alguns municípios estão conveniando pela primeira vez com o Fundo, o que nos deixa felizes, porque sabemos que as instituições do interior são mais necessitadas. Com o aporte financeiro, elas conseguem ajudar o Governo a fomentar emprego, renda e melhorar a qualidade de vida no interior” observou a primeira-dama, ao anunciar que um novo edital exclusivo para o setor produtivo será lançado ainda este ano. Além do FPS, participaram da cerimônia, representantes do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário do Amazonas (Idam) e da Agência de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (ADS).

Inclusão produtiva – Entre os projetos aprovados no interior, o destaque é para a modalidade de inclusão produtiva, voltada para associações e cooperativas que desenvolvem atividades ligadas ao setor primário em comunidades rurais. São recursos para aquisição de máquinas e equipamentos para processamento de frutas, tratores, caminhões, implementos agrícolas, entre outros.

É o caso da Associação de Produtores da Comunidade de Santa Maria do Lago, de Manacapuru, que aprovou recursos na ordem de R$ 271 mil para aquisição de um trator, além de implementos agrícolas. O convênio vai beneficiar diretamente cerca de 248 produtores que têm na produção de laranja a principal atividade. “São equipamentos para pulverização, roçagem e aragem, que vão facilitar a vida dos produtores, principalmente na questão da limpeza e no transporte. Os pomares hoje são grandes e precisam de manutenção e limpeza. Além disso, vamos utilizar os equipamentos nas áreas degradadas, revitalizando o solo para novos plantios”, contou a presidente da Associação, Marcia Menezes.

Entre as associações que estão conveniando pela primeira vez com o FPS está a Cooperativa Mista de Agroextrativismo do Rio Unini (Coomaru), de Barcelos, cujos recursos no valor R$ 123 mil serão usados na aquisição de equipamentos para a fabricação de vassouras. A perspectiva de aprovação do Projeto de Lei encaminhado esta semana pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) que garante a aquisição de vassouras pelo próprio Estado trouxe esperança aos produtores. “Será um grande avanço para a nossa população, porque a gente tem a matéria prima, mas não tinha a garantia de um mercado justo. Hoje, com essa política do Governo voltada às populações tradicionais, a gente já tem mercado garantido para a nossa produção”, disse o presidente da Coomaru, João Evangelista Souza.

Capacitação para gestores – A assinatura de convênio foi precedida por uma capacitação técnica voltada para os gestores das associações beneficiadas. De acordo com a secretária executiva do FPS, Vânia Cyrino Barbosa, o objetivo é auxiliar as instituições na boa aplicação dos recursos. “O próprio Marco Regulatório exige isso, mas o FPS já vinha trabalhando com esta linha de ação, porque o maior problema das organizações é a questão da gestão. Essa capacitação visa dotar as instituições da melhor forma de gestão e fazer com que os recursos atinjam o objetivo que é promover a inclusão social e a geração de renda”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *