fugitivo da Unidade Prisional de Fonte Boa, é preso por estupro de vulnerável

fugitivo da Unidade Prisional de Fonte Boa, é preso por estupro de vulnerável

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da 64ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Tapauá, município distante 449 quilômetros em linha reta de Manaus, em parceria com policiais militares que atuam no lugar, prendeu em flagrante, na tarde da última segunda-feira (2/4), por volta das 17h, o fugitivo da Unidade Prisional de Fonte Boa José Valter da Silva Conceição, 30, denunciado por estuprar uma menina de sete anos.

De acordo com policiais civis que atuaram no caso, o crime aconteceu naquele mesmo dia, em uma praça situada na avenida Muraid Said, no bairro Centro, em Tapauá. No local, José Valter mantinha uma cama elástica para as crianças brincarem. Segundo a equipe de investigação da 64ª DIP, um mototaxista de 32 anos que trabalhava nas proximidades da praça presenciou o momento em que o infrator colocou a mão dentro do short da vítima.

Conforme os policiais civis, o mototaxista conhece os familiares da vítima e observou que a criança ficou bastante assustada após o ato libidinoso. A testemunha se aproximou da garota e perguntou o que tinha acontecido e ela confirmou o abuso. Em seguida, o homem avisou os pais da garota sobre o ocorrido. Uma guarnição da Polícia Militar do Estado do Amazonas (PMAM) foi acionada na sequência e José Valter foi preso ainda na praça e conduzido à 64ª DIP.

“Na unidade policial José Valter se apresentou como Tiago, mas durante os trâmites legais constatamos que se tratava de um nome falso. Ele negou, em depoimento, ter praticado o estupro. Em continuação às investigações verificamos no sistema do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) que o infrator era considerado foragido da Justiça desde 2017, após fugir da Unidade Prisional de Fonte Boa, onde cumpria pena por estupro”, argumentou uma policial civil que participou da ação.

Denúncia – A equipe de investigação da 64ª DIP confirmou que além de Fonte Boa, município distante 678 quilômetros em linha reta de Manaus, José Valter trabalhou com o brinquedo (cama elástica) em Tefé e Boca do Acre, municípios, distantes, 523 e 1.028 quilômetros em linha reta da capital, respectivamente.

“As diligências acerca da prática criminosa vão continuar para tentarmos identificar ou descartar mais vítimas do infrator no interior do Estado. Solicito a colaboração da população para que faça delações ao 181, o disque-denúncia da Secretaria de Estado deSegurança Pública do Amazonas (SSP-AM), para que possamos identificar mais casos de estupros praticados pelo infrator”, declarou uma servidora da unidade policial.

Flagrante – José Valter foi atuado em flagrante por estupro de vulnerável. Ao término dos procedimentos cabíveis na 64ª DIP ele irá permanecer preso na carceragem da delegacia, que funciona como unidade prisional em Tapauá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *