Governo do Amazonas entrega 1,5 mil toneladas de sementes de milho a produtores de Lábrea

15 de julho de 2020 18:320 comentários

Com uma produção de 987 toneladas de milho em 2019, o município de Lábrea está entre os principais produtores do grão no sul do Amazonas. Para fortalecer essa produção, o Governo do Estado, por meio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), em parceria com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), realizou a entrega de 1,5 mil toneladas de sementes de milho a agricultores familiares de sete comunidades rurais.

As sementes serão cultivadas em uma área de 75 hectares e com uma estimativa de produção de 225 toneladas. O Idam irá fazer o acompanhamento técnico, incentivando as boas práticas de cultivo. No município, 80% da produção é para milho verde (consumo humano) e 20% para milho grãos (para ração).




De acordo com o técnico em agropecuária do Idam em Lábrea, Eduardo Moraes, é importante mostrar aos produtores que vale a pena seguir as orientações técnicas para obter uma colheita satisfatória e com uma produtividade superior ao plantio convencional.

“Quando o plantio é realizado em ecossistema de várzea, o produtor consegue colher o milho verde em 80 dias e o milho grão seco em até 90 dias”, explicou Moraes, ao destacar que, no município, o milho verde é a forma mais vendida e consumida em feiras e mercados locais, enquanto a forma em grãos é utilizada para alimentação de aves.

Entre as técnicas incentivadas pelo Idam estão o plantio de três sementes por cova e a utilização de espaçamentos adequados como 1,0 m x 40 cm. Os produtores recebem assistência continuada em todas as fases do desenvolvimento vegetativo até a fase de colheita.

As comunidades atendidas com a entrega de sementes foram Praia de Lábrea, Barranco do Bosque, Praia do Gado, Boca do Ituxi, Praia do Maciari, Praia do Cassianã e Praia do Jucurí, localizadas no rio Purus.

Projeto Prioritário do Milho- O Governo do Amazonas também está ampliando a produção de milho em mais seis municípios do estado, que fazem parte do Projeto Prioritário executado pelo Idam. A meta é incentivar o aumento da produtividade de 2,19 toneladas/hectare (produção alcançada em 2019) para 3 toneladas/hectare até 2022.

Deixe um comentário