Homem é preso após abusar de menina de 7 anos em Manaus

4 de junho de 2019 05:580 comentários

Raimundo José da Silva, 40, foi preso, na noite desta segunda-feira (3), na Avenida Brasil, Beco União, bairro Santo Antônio, Zona Oeste de Manaus, suspeito de ter tocado as partes íntimas de uma criança de sete anos. No local, ele foi agredido fisicamente por moradores e ainda chegou a agredir a mãe da vítima com um tapa no rosto.




O autônomo Jander Nogueira, 40, testemunhou o momento em que o suspeito tocou a menina. Segundo ele, o homem estava passando pela rua no momento em que a criança saia no portão de casa. Ao ver a vítima, o suspeito retornou, e, ao se aproximar, tocou nas partes íntimas dela, por cima da roupa.

“Eu estava próximo ao local e presenciei a cena. Quando ele percebeu que a mãe da menina também tinha visto, ele me acusou de ter cometido o ato. A mãe da criança foi pra cima dele, dizendo que tinha visto ele tocando na menina, e ele deu um tapa no rosto dela”, disse.


Ao ver a mulher se agredida, o autônomo se meteu e os outros moradores, que estavam no local, correram atrás do suspeito e passaram a agredi-lo fisicamente. Um pedaço de madeira foi utilizado para agredir o homem, segundo Nogueira.

O autônomo relatou ainda que, mais cedo, uma vizinha contou a ele que o mesmo homem havia passado por ela e tentado tocar em suas partes íntimas. A mulher, que tem aproximadamente 60 anos, gritou e conseguiu fugir de Raimundo José.

De acordo com informações da 5ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), moradores disseram que o homem estava consumindo bebidas alcoólicas desde cedo e perturbando a vizinhança. A Polícia Militar do Amazonas (PMAM) disse, ainda, que havia sido acionada para uma ocorrência de linchamento mas, ao chegar ao local, tomou conhecimento do caso.

Raimundo José foi conduzido para a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), junto com a mãe da menina e Jander Nogueira, onde relataram o fato e registraram a ocorrência. O suspeito foi preso, em flagrante, por estupro de vulnerável e deve passar por audiência de custódia.

Deixe um comentário


TEXTO

%d blogueiros gostam disto: