Iniciativa humanitária entre Seas e Unicef beneficia venezuelanos em situação de refúgio durante a pandemia

26 de junho de 2020 10:500 comentários

Em mais uma iniciativa solidária, a Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) recebeu do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), 1.512 unidades de sabonete em barra da empresa Natura, que irão beneficiar os migrantes venezuelanos atendidos pela Seas. A entrega aconteceu no fim da tarde da quinta-feira (25/06), na unidade da Aldeias Infantis SOS em Manaus, no bairro Alvorada, zona centro-oeste.



A secretária executiva da Seas, Michelle Bessa, representou a secretaria no evento de entrega e destacou que a parceria do Unicef mostra o quanto é importante fortalecer a assistência social neste momento de pandemia pela Covid-19.

“É uma parceria muito importante entre Unicef e Seas, visto que esses sabonetes, nesse momento de pandemia, serão usados para prevenir a Covid-19. São utensílios de higiene pessoal que nesse momento impedem a propagação do vírus, e com certeza são de muita importância. Toda doação com certeza é bem-vinda”, assinalou.

Amenizar os impactos da pandemia entre os venezuelanos em situação de refúgio é o principal ganho que a doação dos sabonetes proporciona, segundo a consultora de Saúde e Nutrição do Unicef, Neidiana Ribeiro. Ela aponta que a união entre instituições governamentais e não governamentais resulta na ampliação de uma série de cuidados para quem está em situação de vulnerabilidade, sobretudo as crianças e adolescentes venezuelanas.

“Eu acho que uma especial atenção que a gente tem buscado e tem tido o apoio da Seas é para as famílias em vulnerabilidade social que estão no contexto migratório. São as famílias venezuelanas que estão sendo assistidas no Abrigo do Coroado, no Jacamim, e com essa parceria a gente tem tido oportunidade de minimizar esses impactos. Essa parceria nos permite estar junto com Governo do Estado”, declarou.

Também presente no evento de entrega dos produtos de higiene, a diretora do Departamento de Proteção Social Especial (DPSE) da Seas, Adriana Pellin, explica que as doações serão direcionadas aos acolhimentos para refugiados venezuelanos. São eles o abrigo do Coroado, no bairro da zona leste de Manaus; a Casa de Passagem Jacamim, na avenida Mário Ypiranga Monteiro, bairro Flores, zona centro-sul (que também acolhe venezuelanos em contexto migratório); e o Centro Estadual de Convivência da Família (CECF) Maria de Miranda Leão, no bairro Alvorada, zona centro-oeste.

O abrigo do Coroado concentra hoje 112 refugiados venezuelanos, enquanto a casa Jacamim tem capacidade para atender 30 pessoas. Já o CECF Maria de Miranda Leão, que funciona como um local para quarentena para refugiados em situação de rua, acolhe 20 pessoas.

“A população em situação de rua venezuelana  que passa pela Rodoviária, passa pelo Miranda e fica aquele período de quarentena. Depois, ou são direcionados para o abrigo do Coroado, ou a gente trabalha a autonomia dessa família, para a gente conseguir aluguel. Então tem todo um impacto social envolvido nisso. É importante e válida essa parceria  com o Unicef porque tem a questão da pandemia, a questão da saúde, e  a doação  desses sabonetes vai agregar muito porque  que a gente pode trabalhar a prevenção dessas pessoas em combate ao Covid-19”, conclui Adriana.

Deixe um comentário


%d blogueiros gostam disto: