Instituto de Computação da UFAM classifica projetos para competição nacional da Intel

Instituto de Computação da UFAM classifica projetos para competição nacional da Intel

Quatro projetos de estudantes do Instituto de Computação (Icomp) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) foram selecionados na competição Intel de desenvolvimento de sistemas embarcados do VI Simpósio Brasileiro de Engenharia de Sistemas Computacionais (Sbesc) que será realizado entre os dias 01 e 04 de novembro em João Pessoa, Paraíba. Mais de 200 trabalhos foram submetidos para avaliação, mas apenas 50 foram escolhidos.

Nos projetos os alunos desenvolvem softwares para várias áreas: saúde, educação, prevenção de acidentes de trânsito e tecnologia para a produção de pescado. Todos sob a orientação do professor Raimundo Barreto.

O projeto de Alex Fernando Duarte Monteiro, Brandell Cássi Correa Ferreira e Ailton Santos pretende automatizar salas de aula, com uma mesa inteligente, em que o professor possa controlar todos os recursos em sala de aula, como data-show, persianas, condicionadores de ar, telas de projeção, iluminação e até a frequência dos alunos por meio de um smartphone.

João Victor Lima Lopes, Gabriel Alisson Costa Queiroz e Rosmael Colsoul de Miranda pretendem criar um sistema que visa monitorar as características da água a fim de aumentar o nível de oxigênio dissolvido e ampliar a produção de pescado, por exemplo. A ideia é automatizar a medição de temperatura, pressão, salinidade, acidez, oxigenação em locais como rios, oceanos, lagos, igarapés, e tanques.

O trabalho de Anderson Araújo da Cruz, Erick Rego Ribeiro e Larissa Gisele Pereira Bentes tem como objetivo notificar via aplicativo de smartphones, os familiares ou amigos cadastrados de pessoas idosas, portadores de crises convulsivas e deficientes visuais, com a localização precisa do usuário diante de quedas, desmaios e crises epilépticas, facilitando o atendimento emergencial e adicionalmente, dando mais segurança aos familiares.

Já a proposta dos alunos Jordan Lima Caetano, Clemilton Vasconcelos Pereira e Marcelo Ferreira de Aquino, é fazer um levantamento dos hábitos de direção de condutores, se utilizam o celular enquanto dirigem, ou se aceleram e freiam bruscamente, por exemplo. Assim a ferramenta servirá como uma alternativa de autoavaliação para o próprio motorista, ou também, se não for o único usuário do veículo, avaliar o estilo de direção dos outros que o utilizam.https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif A ideia para esse projeto traz consigo o debate de questões relacionadas à segurança no trânsito, através da verificação dos hábitos do condutor, o que pode gerar uma mudança de comportamento e hábitos no trânsito.

Fonte: UFAM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *