Luiz Castro critica gestão na compra de medicamentos para rede pública

Luiz Castro critica gestão na compra de medicamentos para rede pública

Durante sua fala no Grande Expediente dessa quarta-feira (21), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o deputado estadual Luiz Castro (REDE) apontou o que considera um erro de gestão na compra de medicamentos para a rede pública de saúde nos municípios do Estado.

O parlamentar criticou a prática dos municípios em adquirir medicamentos para a rede pública de distribuidoras e não da indústria, o que seria mais econômico para os municípios. “A relação do estado com prefeituras e com distribuidoras de remédio é altamente prejudicial à saúde pública. O fato é que o governo deixa de economizar milhões de reais ao comprar do atravessador e não da indústria, onde poderia comprar a preço de fábrica. Prefeituras do interior e a de Manaus agem dessa forma. É um erro de origem, porque podendo comprar mais barato, compram mais caro?”, questionou.

Castro afirmou que os gestores agem desconsiderando a população de baixa renda. “Outros interesses prevalecem sobre o interesse da sociedade e quando o governante age assim, algo está errado, porque ele cede ao interesse privado para não ceder a interesse público”, afirmou, acrescentando que há um erro de estrutura de governança pública.

Em aparte, o deputado estadual Sidney Leite (PROS) concordou com Castro, acrescentando que a busca pelo melhor preço deveria ser sempre a escolha do gestor. “Há uma diferença real de preço e o governo deveria buscar uma melhor maneira de atender a população, principalmente a de baixa renda”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *