Luiz Castro critica redução de R$ 6 milhões do Idam, para 2017

Luiz Castro critica redução de R$ 6 milhões do Idam, para 2017

O processo de implantação do Código Florestal em todo o Estado precisa de diálogo e ação interinstitucional para que de fato venha ocorrer. Essa é a opinião do deputado estadual Luiz Castro (Rede), assinalada durante Oficina que debateu o tema nesta terça-feira (13), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Aleam (Caama), o parlamentar ressaltou que o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado (Idam) é fundamental para o avanço do Código Florestal, por meio do Cadastro Ambiental Rural (CAR).

“O Instituto tem escritórios em todos os municípios e diálogo direto com pequenos e até médios produtores rurais e agricultores familiares. Retirar R$ 6 milhões de seu orçamento é uma visão míope e incongruente de um governador que afirma se importar com o meio ambiente e a extensão rural”, salientou Luiz Castro.

Para ele, o fortalecimento do Idam é fundamental para cobrir um Estado com dimensões continentais, com 1,5 milhão m², mais de sete mil comunidades rurais, 62 municípios e uma população rural estimada acima de 500 mil pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *