Madrasta confessa ter enterrado corpo de enteada de 3 anos, em ramal na AM-010

Madrasta confessa ter enterrado corpo de enteada de 3 anos, em ramal na AM-010

Ericka Benevides Lopes, de 19 anos, foi presa após indicar o local onde estava o corpo da enteada, de 3 anos de idade, em um ramal, no quilômetro 41 da AM-010.

De acordo com informações da Polícia Civil (PC), a mãe da criança, que não teve a identidade revelada, chegou a procurar por Rayane na casa da madrasta, que disse não saber onde a menina estava. Apos isso ela denunciou o caso à polícia.

Após a denúncia,  Ericka se apresentou, na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na última terça-feira 19. Em depoimento, a mulher relatou que, no dia 7 de abril, estava em casa com Rayane, na Comunidade Parque São Pedro,  bairro Tarumã, quando a criança caiu da escada e morreu. Ericka afirmou ter tentado reanimar a menina, mas entrou em desespero quando constatou que a criança estava morta.

A madrasta disse ter colocado o corpo em uma sacola e pegado um ônibus até o Centro da cidade, saltando no Terminal da Matriz, de onde pegou outro ônibus, com destino à  Compensa.  Do local, ela disse ter atravessado a Ponte Rio Negro, em um táxi lotação e em um determinado local jogado o corpo no rio.

Nesta quinta-feira, a madrasta mudou o depoimento e admitiu ter enterrado o corpo da menina em um ramal, na AM-010. A suspeita indicou o local e policiais encontraram, no final da tarde desta quinta, uma ossada que acreditam ser de Rayane.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *