Mais de 70 mil pessoas foram prejudicadas com a paralisação dos rodoviários

Mais de 70 mil pessoas foram prejudicadas com a paralisação dos rodoviários

Membros do sindicato dos rodoviários descumpriram a liminar que impedia a greve, concedida pela Justiça do Trabalho, e fecharam as garagens das empresas Via Verde e Líder Transportes na manhã desta segunda-feira (11). As concessionárias só voltaram a operar normalmente nesta tarde. Mais de 70 mil passageiros das zonas Norte, Oeste e Centro-Oeste foram prejudicados.

O presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), Carmine Furletti Junior, repudiou a ação dos sindicalistas e informou que as empresas são totalmente contrárias à postura de alguns colaboradores e de algumas lideranças sindicais.

“Apesar das dificuldades, as empresas estão se esforçando ao máximo para não deixar de atender a população que utiliza o transporte coletivo. Repudiamos qualquer informação que seja repassada aos usuários de que são as empresas que querem parar o sistema, isso não existe. Essa paralisação foi deflagrada pelos sindicalistas e alguns poucos colaboradores. Reiteramos nosso compromisso com o cumprimento dos contratos de concessão firmados, e com a continuidade e eficiência do serviço”, informou.

A assessoria jurídica do Sinetram informa que todas as ações foi documentadas pela empresas e serão repassadas à justiça. Somando-se salários e benefícios, um motorista de ônibus recebe por mês aproximadamente R$ 2,8 mil. A empresa Via Verde opera com 168 ônibus em 40 linhas e a Líder Transportes com 80 ônibus em 20 linhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *