Mais de quatro mil pessoas serão beneficiadas com nova rede de esgoto no Dom Pedro

20 de dezembro de 2019 14:100 comentários

Prefeitura de Manaus e a empresa concessionária Águas de Manaus estão implantando uma nova rede coletora de esgoto no conjunto Dom Pedro, zona Centro-Oeste da cidade. A medida beneficia mil residências e mais quatro mil pessoas e faz parte do plano de expansão, que deve chegar a 80% de esgotamento na cidade até 2030, com investimento de R$ 3 bilhões em dez anos. Nesta sexta-feira, 20/12, o prefeito Arthur Virgílio Neto acompanhou os serviços no local.

“O esgotamento sanitário é muito necessário em Manaus. Quando cheguei ao governo só havia 4%. Praticamente não se fez. Estamos fechando este ano com cerca de 20%, beneficiando aproximadamente 430 mil pessoas, e queremos encerrar o governo com 30%”, afirmou o prefeito.

Arthur disse, ainda, que os trabalhos feitos pela concessionária devem receber o acabamento com a mesma qualidade do asfaltamento que é executado pela prefeitura. “Esse é um trabalho que eu prezo muito, porque dele depende a qualidade de vida da população”, destacou.  “Quanto mais esgotamento sanitário fizermos, mais perto estamos de fazer saúde e melhorar a vida das pessoas e até poupar dinheiro no sistema público de saúde”, completou.

O prefeito afirmou que o investimento em esgotamento sanitário não deverá impactar na expansão da rede de distribuição de água, que já abrange mais de 98% da população. Ele defendeu que esse crescimento deverá ser mantido para acompanhar o crescimento vegetativo da população. No início de seu mandato, há sete anos, mais de 500 mil pessoas não tinham água potável em suas casas, principalmente nas zonas Norte e Leste da cidade. “Não se pode dizer: resolvi. Tem que continuar investindo e acompanhando o crescimento da população. E está se investindo, e muito, porque a gente pensa no futuro”, disse.

Novas redes

 

A obra no Dom Pedro consiste na interligação do Sistema de Esgotamento Sanitário Kíssia/Dom Pedro/conjunto Tocantins, onde há uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) e prevê a instalação de aproximadamente 8,2 mil metros de rede. As obras estão sendo executadas desde o início do mês de dezembro. Atualmente, a cada segundo, a Águas de Manaus já coleta e trata mais de 1,5 mil litros de esgoto na cidade. Os dejetos passam por um rigoroso tratamento para, então, retornar ao meio ambiente com pureza superior a 95%.

“Nós continuamos com o compromisso com a cidade de Manaus de, cada vez mais, mellhorar a qualidade de vida da população. Essa é uma obra de expansão, onde estamos beneficiando mil famílias e vamos continuar com nossos investimentos em 2020. A gente trabalha para cumprir as metas pactuadas”, afirmou o diretor-presidente da empresa Águas de Manaus, Renato Medicis.

O planejamento da Águas de Manaus está em acordo com o que prevê o Objetivo do Desenvolvimento Sustentável 6, de água potável e saneamento, da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU). A Agenda é um conjunto de objetivos e metas para levar o mundo ao desenvolvimento sustentável até 2030 e da qual o Brasil é signatário.

“A gente faz o acompanhamento não só da implementação como também do final da execução dos serviços de esgoto na cidade de Manaus”, afirmou o diretor-presidente da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman), Fábio Alho.

Deixe um comentário


%d blogueiros gostam disto: