Materiais recicláveis viram painéis artísticos em mostra de alunos da rede estadual

18 de dezembro de 2019 14:590 comentários

Afinal, o que é arte?”. Com este questionamento, os alunos do turno noturno da Escola Estadual Professor Samuel Benchimol, na zona norte de Manaus, deram início a mais uma edição da sua tradicional exposição artística, comandada pela professora de Artes, Eliana de Souza Chaves. Com trabalhos majoritariamente produzidos a partir de resíduos recicláveis, a mostra ficará aberta até o final deste mês, na própria unidade de ensino.

A exposição contou com a participação de aproximadamente 90 estudantes da modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA), nos níveis Fundamental e Médio, e do 1º ano do Ensino Médio, totalizando 12 turmas.

Para compor a mostra, Eliana de Souza Chaves conta que incumbiu cada classe com um capítulo da História da Arte. Os alunos tiveram, então, que construir painéis temáticos sobre as artes Romana, Românica, Egípcia, Pré-Colombiana, Indígena, Africana e Moderna, dentre outras expressões artísticas.

 

“Os painéis são feitos com material residual que iria, facilmente, para o lixo, como embalagens de produtos de limpeza, xampus e cremes, além de rolos de papel higiênico, caixas de papelão e barras de sabão”, destacou Eliana.

 

A educadora revela que realiza a exposição há alguns anos, mas somente a partir de 2018 que a iniciativa se tornou anual. Em outras edições, ela era bimestral. “Acredito que, antigamente, não valorizava tanto o trabalho dos estudantes, pois os painéis ficavam espalhados pela escola. Agora, todos [os painéis] estão concentrados dentro de uma única sala de aula, que fica aberta para visitação de alunos de todos os turnos e comunidades no geral”, explicou.

De acordo com Eliana, a atividade é importante porque desenvolve um olhar criativo e consciente nos estudantes. “Eles passam a enxergar esses resíduos de forma diferente, compreendendo que podem servir de matéria-prima na produção artística, seja na sala de aula ou em soluções para o dia a dia”, acrescentou a professora.

 

Interação – Nesta edição da mostra, um projeto em específico chamou a atenção do público: uma árvore ornamentada com tecido de TNT. Nela, tanto alunos quanto visitantes puderam pendurar uma folha (confeccionada com embalagens descartadas de xampus, cremes e outros) na qual escreviam a sua concepção do que, afinal, é arte.

“Ao final da exposição, os estudantes se sentem felizes e capazes, compreendendo de maneira melhor a importância do trabalho que eles estão desempenhando”, finalizou Eliana.

Deixe um comentário


%d blogueiros gostam disto: