“Não haverá recesso branco no Parlamento”, afirma presidente Josué Neto

“Não haverá recesso branco no Parlamento”, afirma presidente Josué Neto

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) deputado Josué Neto (PSD), disse nesta terça-feira (2), na abertura dos trabalhos legislativos do segundo semestre, que está dialogando com os deputados para evitar que questões eleitorais sejam debatidas no plenário da Casa, e também para evitar o chamado ‘recesso branco’, quando muitos parlamentares se ausentem do Parlamento nos dias de sessão.

“É um ano de eleição municipal, muitos colegas aqui são candidatos ou estão apoiando outros candidatos no interior do Estado, e muitos têm me perguntado sobre o recesso branco. Não haverá recesso branco”, reafirmou.

Segundo o presidente, desde 2007, os 24 parlamentares sempre se planejaram, nos anos de eleição, para estarem no Parlamento nos dias de sessão, e evitar a paralisação dos trabalhos, ou o atraso na análise de matérias. Josué Neto lembrou que não existem matérias com análise em atraso e pretende manter o mesmo ritmo no segundo semestre.

“O momento eleitoral vai dificultar um pouco isso. Teremos cerca de seis a oito deputados envolvidos nas eleições, mas isso é algo que vem conversando com os colegas desde fevereiro. A casa tem sido democrática e se Deus quiser vamos continuar nessa linha de debate de alto nível, esquecendo um pouco da política eleitoral, que será feita fora da Casa Legislativa”, afirmou.

Para o presidente, debates baseados unicamente em interesses eleitorais quando trazidos para o Parlamento Estadual empobrecem o debate e atrapalham a análise e questões e temas importantes para a população.  “A política eleitoral, geralmente, quando é debatida dentro da Casa Legislativa, empobrece e prejudica o nível do debate. Esse é o nosso desafio, mas tenho certeza que vamos passar por esse desafio. Desde 2007 não tivemos recesso branco nessa casa e não será desta vez”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *