fbpx

Padrasto suspeito de estuprar ex-enteada durante 5 anos é preso no AM

14 de junho de 2020 15:270 comentários

Em Eirunepé, OPERAÇÃO ESPECTRO NEGRO, Políciais Civil do 7° DIP EIRUNEPÉ, prende padrasto, suspeito de estuprar ex-enteada durante 5 anos.

A equipe da Polícia Civil do 7° DIP de Eirunepé, prendeu neste domingo, Antonio Marlilson Rodrigues Gomes, 30 anos, por estupro de vulnerável. A vítima é uma adolescente de 10 anos que era sua enteada na época. Crime que acontecia desde dos 5 anos até os 10 anos da vitima em 2018 em Manaus, na casa da mãe no Bairro Zumbi.

De acordo com a Chefe de Polícia Civil de Eirunepé, Gonzaga Júnior, a vítima era estuprada pelo padrasto desde os cinco anos de idade até os 10 anos. No mês de outubro de 2018, quando a menina tinha dez anos, ela foi vítima de estupro praticado pelo homem novamente e sempre ameaçava de morte a vítima, que se falasse a alguém sobre o que ele fazia com ela.




Segundo Gonzaga, a criança fez uma carta para a avó paterna, pois não conseguia mas falar, denunciando o que seu padrasto estava fazendo com ela, pois a mãe sabia mas não fazia nada para proteger a filha, quando a avó fez uma denúncia na delegacia DEPCA, em 2018, o autor e a mãe da vítima fugiram de Manaus, indo para a zona rural de Eirunepé.

Segundo o coordenador da , OPERAÇÃO ESPECTRO NEGRO, O investigador Gonzaga Júnior, Gestor de Polícia Civil de Eirunepé, a prisão ocorreu em uma casa na comunidade Rural MOURAO, zona rural do município de Eirunepé, um local de difícil acesso, sendo quase 10 horas de viagem, onde tiveram que passar por duas aldeias indígenas para poder chegar no local estava o foragido. Ele pensava que nunca ninguém encontraria ele neste local isolado, Mas um dia a justiça chega. Enfatizou o investigador Gonzaga.

Ainda conforme o titular do 7ª DIP, a ordem judicial em nome do indivíduo foi expedida no dia 10 de Outubro de 2018, pelo juiz Articlina Oliveira Guimarães , da Comarca de Manaus, da 2° Vara especializada em crimes contra dignidade sexual de crianças e adolescentes, solicitado pelo Delegado Paulo Benelli da DEPCA – Manaus.

Gonzaga, informou ainda que, no ano do crime, o homem fugiu de Manaus, juntamente com a mãe da vitima, quando souberam da denúncia da avó paterna e foram para a zona rural de Eirunepé, no estado do Amazonas. Após investigações da Equipe Cães de Guerra do 7° DIP – EIRUNEPÉ, a equipe soube que ele estaria na Comunidade Mourao e o prenderam por volta de 13h de domingo.
Não foi fácil encontrar este criminoso, pois nesta época de verão, os rios secam e muitas vezes tivemos que carregar a canoa com o motor para atravessar de um rio para o outro, enfatizou Gonzaga.

O homem irá responder pelo crime de estupro de vulnerável. Ele foi encaminhado para o 7ª DIP, onde ficará à disposição da Justiça e onde aguardará transferência para Manaus, onde cumprirá pena pelo crime.

Deixe um comentário


%d blogueiros gostam disto: