Polícia Civil prende homem denunciado por furto qualificado, em Novo Airão

18 de dezembro de 2019 14:550 comentários

Na manhã desta quarta-feira (18/12), por volta das 7h, a equipe de investigação da 77ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Novo Airão, com o apoio de policiais militares lotados na mesma cidade, cumpriu mandado de prisão preventiva por furto qualificado em nome de Alexandre Oliveira dos Santos, 23, conhecido como “Pira”, investigado por subtrair pertences da residência de um homem de 54 anos. A prisão do infrator ocorreu na rua Rui Barbosa, bairro Centro, naquele município (distante 115 quilômetros em linha reta da capital).

 

De acordo com o titular da 77ª DIP, delegado Renato Simões, que coordenou a ação policial, o crime ocorreu na madrugada do dia 11 de dezembro de 2019. Na ocasião do delito, Alexandre arrombou a janela da casa da vítima e, depois de adentrar ao imóvel, furtou o aparelho celular e a carteira porta-cédula do morador da residência. Após consumar a ação criminosa, o infrator empreendeu fuga do local. Assim que percebeu ter sido vítima do crime, o homem formalizou a denúncia na sede da unidade policial.

 

“Ao tomarmos conhecimento do fato, iniciamos os procedimentos de diligências, a fim de identificar o infrator. No decorrer dos trabalhos policiais, encontramos evidências que implicavam ‘Pira’, como o autor do delito. Dessa forma, ingressamos com o pedido de prisão preventiva do mesmo e hoje, com o essencial apoio da Polícia Militar (PM), logramos êxito no cumprimento da ordem judicial em nome do infrator”, explicou o delegado Simões.

 

Conforme a autoridade policial, Alexandre tem diversas passagens pela polícia por cometimento de diferentes crimes no município. O mandado de prisão preventiva em nome do jovem foi expedido na terça-feira (17/12), pelo juiz Túlio de Oliveira Dorinho da Vara Única da Comarca de Novo Airão.

 

Procedimentos – O indivíduo foi indiciado por furto qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis, ele irá permanecer custodiado na carceragem da unidade policial, à disposição da Justiça.

 

Deixe um comentário


%d blogueiros gostam disto: