Polícia Civil prende jovem procurado por tortura registrada em vídeo divulgado em aplicativo de mensagens

25 de janeiro de 2019 14:510 comentários

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), situada em Iranduba, sob o comando da delegada Sylvia Laureana, titular da unidade policial, cumpriu no início da tarde desta quinta-feira (24/1), mandado de prisão preventiva por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, organização criminosa e lesão corporal gravíssima, em nome de Gabriel Bernaldo Conceição da Silva, 21, conhecido como “Pagão”.




De acordo com a autoridade policial, o infrator faz parte de grupo, formado por oito elementos, envolvido na tortura de um jovem, que teve quatro dedos decepados, após o bando descobrir que a vítima estava trapaceando os infratores em assunto relacionado a drogas. A agressão foi registrada por um celular e compartilhada em um aplicativo de mensagens instantâneas no dia 29 de outubro de 2018. Segundo a delegada, as investigações em torno do caso iniciaram quando o vídeo chegou ao conhecimento da equipe de investigação da 31ª DIP.

“Enfatizo que, nesse caso, já efetuamos as prisões de outros três elementos e apreensão de um adolescente. Em continuidade às diligências chegamos até Gabriel no início da tarde de ontem. O infrator foi preso na casa da mãe dele, situada na avenida Rio Purus, bairro São Francisco, em Iranduba, município distante 27 quilômetros em linha reta da capital. Ressalto que as investigações irão prosseguir até localizarmos os demais infratores”, afirmou Laureana.

A titular da 31ª DIP destacou que as investigações já resultaram nas prisões de Rociney Melo Caldas, 33; Ewerton Eduardo Ferreira Braga, 22; e Lucas Jordan Serique Brito, 24, em cumprimento a mandado de prisão expedido no dia 31 de outubro de 2018, pela juíza Aline Kelly Ribeiro, da 2ª Vara da Comarca de Iranduba. Além do trio, um adolescente de 17 anos foi apreendido.

Gabriel foi indiciado por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, organização criminosa e lesão corporal gravíssima. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio da unidade policial, o jovem será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), localizado no quilômetro oito da rodovia federal BR-174, onde irá ficar à disposição da Justiça.

Deixe um comentário


%d blogueiros gostam disto: