Polícia recupera três aparelhos celulares e indicia dois indivíduos por receptação em Rio Preto da Eva

23 de março de 2020 15:470 comentários

Delegacia de Rio Preto da Eva. Foto: Erlon Rodrigues

Ao longo da manhã da última sexta-feira (20/03), policiais civis da 36ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Rio Preto da Eva, sob a coordenação da delegada-geral Emília Ferraz e dos delegados Sylvia Laureana e Carlos Alberto Alencar, respectivamente, titular e adjunto da unidade policial, deflagraram ação policial que culminou na recuperação de três aparelhos celulares que haviam sido furtados e roubados. Durante a ação, também foram indiciados por receptação Edvaldo da Silva Breves, 32, e Terezinha Gomes da Silva, 53, naquele município (distante 57 quilômetros em linha reta da capital).

De acordo com a delegada Sylvia, o furto de um dos aparelhos celulares aconteceu no dia 9 de fevereiro deste ano, por volta de 1h, tendo como vítima uma mulher. Na ocasião do crime, um indivíduo identificado como “Júnior”, entrou na casa dela e praticou o delito. A delegada informou, ainda, que os outros dois aparelhos celulares foram roubados na noite do dia 25 de fevereiro, por volta das 21h30. Um homem ainda não identificado e portando uma faca, abordou dois adolescentes de 14 anos, e roubou os celulares.



“Após tomarmos conhecimento dos crimes, demos início às investigações com o intuito de localizar os infratores, bem como recuperar e devolver os aparelhos aos donos. Estamos realizando diligências também com o objetivo de inibir crimes como roubos e furtos na cidade. Ressalto que, durante a recuperação dos aparelhos, dois indivíduos foram flagrados em posse dos aparelhos de procedência ilícita e indiciados pelos crimes de receptação”, explicou a autoridade policial.

Procedimentos – Encaminhados ao prédio da unidade policial, Edvaldo e Terezinha foram indiciados por receptação. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio da 36ª DIP de Rio Preto da Eva, eles foram liberados para responder ao Inquérito Policial (IP) em liberdade.

Deixe um comentário