Polícia prende em Beruri pedreiro que matou a própria esposa em Itacoatiara, no ano de 2011

6 de maio de 2019 16:240 comentários

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada de Polícia (DEP) de Itacoatiara, sob o comando do delegado Paulo César Filho, titular da unidade policial, em ação conjunta com servidores da 80ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), situada em Beruri, além de policiais militares lotados naquele município, cumpriu em Beruri, na manhã desta segunda-feira (6/5), por volta das 11h30, mandado de prisão preventiva por homicídio em nome do pedreiro Leonardo Adriano da Mota, 54.



De acordo com Paulo César Filho, o crime aconteceu em 2011, no município de Itacoatiara, distante 176 quilômetros em linha reta da capital. A vítima, Ana Maria Lobão Dacio, tinha 41 anos e era companheira de Leonardo. No dia do delito, o casal estava na residência onde morava quando iniciou uma discussão. Durante a briga, Leonardo desferiu cerca de 18 golpes de faca no corpo da mulher.  Após o ato criminoso, o indivíduo empreendeu fuga e chegou a ser visto por pessoas que residem no lugar.

“Realizamos buscas pelo indivíduo em muitos municípios do Estado. No entanto, ele sempre conseguia fugir antes da chegada da equipe de investigação. Dessa vez, recebemos uma delação anônima informando que o foragido da Justiça estava residindo em Beruri. A partir dessa informação, entramos em contato com os servidores da 80ª DIP e solicitamos reforço para efetuarmos a prisão dele”, explicou o delegado.

Conforme a autoridade policial, o mandado de prisão em nome de Leonardo foi expedido no dia 1º de dezembro de 2011, pelo juiz Everaldo da Silva Lira, da Comarca de Itacoatiara. A prisão do indivíduo foi efetuada na manhã desta segunda-feira (6/5), por volta das 11h30, na casa onde ele estava morando, situada na rua Projetada, bairro Santo Antônio, em Beruri, município distante 173 quilômetros em linha reta da capital.

Indiciamento – Leonardo foi indiciado por homicídio. Ao término dos procedimentos cabíveis na 80ª DIP, o infrator será transferido para a Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI), onde deverá permanecer à disposição da Justiça.

Deixe um comentário


TEXTO

%d blogueiros gostam disto: