Polícia prende jovem em Parintins por estupro de vulnerável cometido no Pará

Polícia prende jovem em Parintins por estupro de vulnerável cometido no Pará

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Parintins, sob o comando do delegado Adilson da Cunha, titular da unidade policial, prendeu, em flagrante, na madrugada deste sábado (13/1), por volta de 1h, um jovem de 22 anos, por estupro de vulnerável. O infrator foi preso no Porto de Parintins, município distante 369 quilômetros em linha reta de Manaus. A ação, contou com o apoio da Marinha do Brasil, por meio Agência Fluvial de Parintins (AgParintins).

Leia também: Mulher é baleada durante arrastão a residencias no Jorge Teixeira

De acordo com a autoridade, o rapaz é autor de estuprou de vulnerável, tendo como vítima a sobrinha dele, uma menina de 9 anos. O crime ocorreu na manhã de sexta-feira (12/1), no município de Juruti, estado do Pará. Conforme o delegado, a mãe da vítima se dirigiu até a delegacia de Juruti, relatando que o irmão dela havia consumado o ato libidinoso contra a filha. Após a denúncia, o infrator empreendeu fuga do local, sendo visto por testemunhas em uma embarcação com destino a Manaus.

Leia também: Polícia Civil prende foragido da Justiça e mulher envolvidos com o tráfico de drogas na cidade

“Tomamos conhecimento do fato quando servidores da delegacia de Juruti nos informaram a situação e as características físicas do infrator. Iniciamos as diligências em torno do caso com intuito de prendê-lo. Como o barco em que o jovem estava não possuí parada no Porto de Parintins, solicitamos o apoio da Marinha do Brasil, por intermédio da AgParintins, que nos auxiliou na ação e conduziu a embarcação até o porto do município. Durante revista no interior do barco, identificamos o autor do delito e efetuamos a prisão do mesmo ainda em flagrante”, explicou Cunha.

Leia também: Maxine Braga “Musa do Alvorada” é presa com 30 kg de maconha

Conforme o delegado, o jovem foi conduzido para a carceragem da DIP de Parintins. Ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial, o infrator será transferido para a delegacia de Juruti, onde responderá pelo crime de estupro de vulnerável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *