Prefeito de Eirunepé Raylan Barroso Rebate as acusações feitas pelo Dep. Cabo Maciel na Assembleia legislativa.

17 de outubro de 2018 07:330 comentários

Após o deputado estadual Cabo Maciel (PR), durante pronunciamento no Plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), nesta terça-feira (16), acusar o prefeito de Eirunepé Raylan Barros (PROS), de estar prejudicando policiais militares lotados naquele município, com remoção compulsória, por questões políticas, e desferir varias ofensas ao prefeito. Na manha de hoje (17), Raylan Barroso acionou seus advogados e estará entrando com uma ação contra o deputado.

Leia também: Duas ambulâncias, 01 micro-ônibus e mais 4 novos veículos, chegam para Sec. de Saúde de Eirunepé

“Eu quero deixar bem claro que eu não tenho autoridade para remover policias militares ou civis, sou prefeito do município e tenho que administrar o município, assuntos relacionados a policia cabe ao comandante da policia militar, ao secretario de segurança” disse Raylan.



O prefeito ainda acrescentou que o deputado foi muito infeliz ao atingi-lo da forma que atingiu. “A Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), é palco para grandes discussões, grandes debates em defesa da população do Estado do Amazonas, e eu como eleito, é uma honra não ter votado no senhor, pois se tivesse votado estaria muito arrependido nesse momento. Quero dizer o seguinte., o senhor me chamou de lambanceiro, eu não sou lambanceiro, sou um prefeito que realiza e que tenho mostrado o que faço, basta o senhor me acompanhar nas redes sócias que vera as minhas realizações na área da educação, com construções de creches, valorização dos professores, reformando escolas”, acrescentou o prefeito.

 

Na área da saúde, Raylan já recuperou duas ambulâncias e esta semana embarcou mais duas novas para o município, além de um micro-ônibus que servira a secretaria de saúde executando o serviço de saúde itinerante. Um serviço inédito no interior.

“Desta forma tenho feito, eu perdi o meu pai com dois anos e sete meses, graças a Deus minha mãe me deu educação para ser a pessoa que sou hoje, eu não sou nenhum vagabundo, não fica legal o que o senhor me chamou Assembleia, tenho três filho e não fica legal eles verem no celular o senhor chamando o pai deles de vagabundo. Eu exijo respeito. Quando chegar uma denuncia ao seu conhecimento, deve checar a veracidade e não disparar ofensas contra ninguém” Pontuou Raylan Barroso.

Cabo Maciel já teve uma quantidade de voto expressiva em Eirunepé na eleição passada, neste pleito teve mais de 700 votos, e nunca destinou um único centavo ao município. Poucas vezes esteve na cidade.

O prefeito informou que já esta entrando com uma ação contra o deputado Cabo Maciel, além de já ter comunicado ao presidente da Associação Amazonense de Municípios, no qual também já emitiu uma nota de repudio a atitude do deputado.

Deixe um comentário