Prefeito e vice de Envira podem ser cassados por compra de votos

Prefeito e vice de Envira podem ser cassados por compra de votos

O Prefeito do município de Envira, Ivon Rates da Silva (PROS), e o vice-prefeito Joandre Mendes de Souza (PSD), podem ter o mandato cassado nesta segunda-feira, 26 de fevereiro, pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) por compra de votos na eleição de 2016.

Atualmente tramitam na Justiça Eleitoral do município diversos processos em desfavor da chapa eleita em 2016, sendo que está marcada para hoje, a audiência para julgamento do processo Nº 0000136-77.2016.6.04.0046 representado pelo presidente do diretório municipal de MDB e candidato a vereador, Raimundo Teixeira de França, que trata da compra de votos.

Após defesa apresentada pelo prefeito, o Ministério Público manifestou-se pela procedência da representação, uma vez que os vídeos e fotografias do embarque de madeira e geradores de energia que seriam distribuídos para a aldeia Macapá e outro vídeos de um índio afirmando que recebeu dinheiro do prefeito dias antes da votação, ambos apresentados na denúncia constituem claramente abuso de poder econômico, havendo segundo o MP a quebra da igualdade da disputa eleitoral e a legitimidade do pleito foi afetada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *