Professores decidem manter movimento grevista

Professores decidem manter movimento grevista

“A greve continua”, afirmou o coordenador financeiro do Sindicato dos Professores e Pedagogos de Manaus (ASPROM/Sindical), Lambert Melo, em seu pronunciamento na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). Na manhã desta quinta-feira (5), os professores da rede estadual de educação voltaram a ocupar o Plenário Ruy Araújo, em busca de um novo diálogo com o secretário de Educação, Lourenço Braga, que mesmo tendo sido convocado não compareceu à Sessão.

O representante dos professores disse que a categoria não aceita a proposta do Governo do Estado, que propôs reajuste salarial de 15,53%. Os educadores pedem 35%, referentes aos quatro anos de datas-bases que não foram pagas. “Estamos reivindicando os 35%, porque a Lei Eleitoral permite que o Governo pague esse percentual”, disse Lambert, informando ainda que se o Governo não aceitar os pedidos dos professores até o dia 7 de abril, “essa greve não vai acabar”, afirmou.

A data a que se refere o líder sindical, 7 de abril, é o prazo final para que o funcionalismo público receba reajustes acima da inflação. A Lei nº 9.504/97 estabelece que em ano eleitoral, seis meses antes do pleito, aumentos salariais não podem exceder “a recomposição da perda de seu poder aquisitivo ao longo do ano da eleição”. Em outubro acontecem eleições gerais.

O Governo Estadual afirma que qualquer reajuste após o dia 7 pode configurar conduta vedada pela Lei Eleitoral, que pode vir a gerar uma cassação do registro de candidatura ou do diploma e aplicação da Lei de Improbidade Administrativa ao agente público.

Porém, o coordenador da Asprom/sindical, disse que a lei assegura que os trabalhadores tenham 28% da reposição da inflação referentes aos quatro anos de salários congelados. “Isso não está limitado pela legislação eleitoral”, destacou. Lambert convocou todos os professores para participarem na próxima sexta-feira (6), de uma assembleia geral extraordinária, a ser realizada em frente à Sede do Governo, localizada na Avenida Brasil, Zona Oeste de Manaus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *