Prostitutas atendem parlamentares no Congresso Nacional

O debate sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff não é o único fator que tem elevado a temperatura nos plenários do Congresso, nas comissões e nos corredores das duas Casas. Ao que parece, outros recintos da Câmara também andam “pegando fogo”.

Fotos que começaram a viralizar nas redes sociais mostram uma garota de programa, devidamente identificada com o adesivo de visitantes da Casa, fazendo poses e sexo oral dentro de um dos banheiros que atende a área das comissões.A reportagem conseguiu o telefone da moça e confirmou que ela é garota de programa. O cachê chega a R$ 1 mil, a depender do local de atendimento e do tempo em que ela estará à disposição do cliente.

A desinibida visitante foi fotografada, entre fevereiro e março deste ano, na porta de entrada que dá acesso às comissões e dentro do banheiro masculino do local. Ela aparece na companhia de um homem não identificado, que traja um terno preto. A morena, que usa uma pequena lingerie rosa, posa para as fotos enquanto olha o celular e atende aos desejos sexuais do cliente.

O print de uma tela de bate-papo do aplicativo WhatsApp — relacionado a um grupo de servidores que trabalham na Câmara faz elogios à moça.

Procurada pelo Metrópoles, a assessoria de comunicação da Câmara informou que o Departamento de Polícia Legislativa (Depol) foi acionado e que as informações estão sendo analisadas. Futuramente um procedimento apuratório deverá ser aberto para tentar identificar as pessoas que aparecem nas imagens.

Dois deputados do PMDB — que pediram para não ser identificados — comentaram o caso. Um deles foi irônico: “Ainda não tinha visto as fotos. Ela é bonita? Tem bons atributos?”. Ao ver as imagens da garota de programa em poses eróticas e fazendo sexo oral, o parlamentar revelou que a prática é antiga na Câmara. “Não é novidade. É rotina.”

Fonte: Portal Metrópoles

Caíque Varella

Caíque Varella

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.