Provedores de clandestinos de internet em Manaus são desativados pela policia

Provedores de clandestinos de internet em Manaus são desativados pela policia

A Delegacia Especializada em Combate ao Furto de Energia, Água, Gás e Serviços de Telecomunicações (DECFS). Desativaram duas empresas provedoras de internet clandestinas que atuavam de forma ilegal nas zonas Leste e Norte de Manaus, nos bairros Coroado e Cidade Nova, respectivamente.

De acordo com o delegado titular da especializada, Felipe Vasconcelos Dias, a ação ocorreu em parceria com fiscais da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), equipe técnicas da empresa NET e da concessionária Eletrobras Amazonas Energia e peritos do Instituto de Criminalística (IC).

“Os fiscais da Anatel constataram que o provedores não possuíam licença de instalação das antenas, muito menos eram cadastrados junto à agência reguladora. Alem disso, a equipe da NET constatou que o modem distribuidor do sinal aos equipamentos do provedor estava cadastrado em nome de um cliente residencial e não poderia ser utilizado para o comércio irregular”, afirmou Felipe Vasconcelos.

Os equipamentos utilizados pelos provedores foram apreendidos pelos fiscais da Anatel e serão periciados pelos servidores do IC.

Em ambos os casos, os proprietários dos provedores clandestinos foram identificados e serão notificados para comparecer à DECFS para prestarem esclarecimentos sobre as atividades realizadas.

Felipe Vasconcelos Dias ressaltou que a prática clandestina de atividades de telecomunicações configura crime assegurado na Lei nº 9472/97, com pena prevista de dois a quatro anos de detenção e multa de até R$ 10 mil, sem prejuízo de outras sanções administrativas pelo órgão regulador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *