Representação popular na saúde será reforçada com implantação de 17 Conselhos Locais

Representação popular na saúde será reforçada com implantação de 17 Conselhos Locais
17.05.11.Dezessete Conselhos Locais de Saúde irão representar Unidades de Saúde da Zona Sul. Fotos: Assessoria.

A zona Sul de Manaus agora conta com representação popular em 17 Conselhos Locais de Saúde (CLSs), garantindo a participação da comunidade na gestão nos serviços de saúde. A cerimônia de implantação e reinstalação das estruturas foi realizada na última quarta-feira, 10/5, no Centro de Educação Integral Gilberto Mestrinho, bairro Educandos.

O evento faz parte do processo de implantação de 61 CLSs no município de Manaus, com 52 sendo reinstalados e nove implantados pela primeira vez. “Nossa expectativa é que até o dia 15 de maio todos já estejam implantados, incluindo também os CLSs das zonas Norte, Oeste e Rural”, informou Homero de Miranda Leão, destacando que cada CLS está vinculado a uma Unidade de Saúde. No início deste mês foi efetivada a implantação dos Conselhos da zona Leste.

Vale lembrar que os CLSs são instâncias do Conselho Municipal de Saúde (CMS) e têm a função de propor, contribuir e deliberar sobre a gestão da saúde, de forma local, em Unidades de Saúde. Os CLSs são formados por 50% de seus membros como representantes de usuários, 25% representantes de trabalhadores e 25% representantes de gestores do SUS.

“Os conselhos locais têm sido um instrumento essencial para garantir a participação da comunidade na gestão nos serviços de saúde, ajudando a identificar os problemas e a melhorar o atendimento oferecido à população”, destacou Oriana Nascimento, gerente do Distrito de Saúde Sul (Disa Sul).

Os representantes de trabalhadores de saúde nos CLS são eleitos por trabalhadores e os representantes de usuários são eleitos através do voto de usuários. Os representantes de gestores são nomeados por indicação. A última eleição aconteceu em fevereiro e março deste ano, quando houve a formação de 61 conselhos com composição de 578 conselheiros locais de saúde eleitos e indicados para o triênio 2017-2020. Em 2012, Manaus contava com 13 conselhos locais de saúde formados por 143 conselheiros.

Diretoria

Durante a programação do Disa Sul, os 17 CLSs, sendo cinco implantados pela primeira vez neste ano, foram orientados a realizar a escolha dos representantes da mesa diretora, com eleição para presidente, vice-presidente, primeiro e segundo secretário, que irão coordenar as ações junto às Unidades de Saúde representadas.

“A eleição para a mesa diretora dos Conselhos Locais também é paritária, com um representante de gestor, um do trabalhador e dois de usuários da Unidade de Saúde”, explica o conselheiro municipal João Bosco, coordenador do processo de implantação dos CLSs.

Também foi realizada palestra abordando a função dos conselheiros locais de saúde, houve a distribuição do material de expediente que será utilizado nas reuniões dos CLSs, a entrega do regimento interno e a assinatura de um termo de compromisso.

Para a conselheira local Maria das Graças Santos Pequeno, eleita pela segunda vez como representante do segmento usuário na UBS Luiz Montenegro, os conselhos locais representam um avanço na parceria com a gestão na saúde. “Os membros do conselho se reúnem a cada 15 dias, convidando a comunidade para discutir os problemas, ouvir sugestões e buscar soluções para melhorar o atendimento. É um trabalho que não é remunerado, mas muito gratificante para todos os envolvidos”, reforça Maria das Graças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *