Sassá da Construção Civil articula reunião entre Permissionários da Ponta Negra e Prefeitura

Sassá da Construção Civil articula reunião entre Permissionários da Ponta Negra e Prefeitura

O vereador Sassá da Construção Civil (PT) realizou, na sede da Prefeitura, uma reunião entre os membros da Associação dos Permissionários do Complexo Turístico Ponta Negra e  representantes do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), zona Oeste de Manaus.

O parlamentar propôs ao Implurb uma redução de 50% na taxa de aluguel cobrada pela exploração de vendas no local, cujo valor corresponde hoje R$ 53 mil já com reajuste anual de Unidade Fiscal do Município (UFM). O total bruto do boleto é dividido para 30 permissionários, que fica em torno de R$ 1,7 mil para cada um. Em 2015, o aluguel total cobrado era de R$ 48 mil.  Além disso, a categoria solicitou a liberação de vendas de refeição na praia, reforço de policiamento, ligação de energia elétrica e uma reforma nas barracas.

“O desconto é necessário para eles atualizaram a dívida e também sensibilizar o poder público a encontrar uma solução devido à crise e às quedas de vendas no comércio”, justificou Sassá.

“Trabalho há 7 anos vendendo banana frita e milho cozido, não consigo mais pagar minhas dívidas por causa dos prejuízos. Além de perder óleo das frituras, a chuva tem prejudicado as vendas. Espero que o vereador Sassá possa nos ajudar a melhorar a reduzir o valor do boleto e assim retornar a pagar as contas”, lamenta  Maiza Moraes, 37.

“Está difícil sobreviver, não temos muitos visitantes na praia. Além disso sempre dou um desconto para não perde o negócio, espero que eles melhorem nossa situação. Não quero deixar de pagar a permissão, mas com a crise tá difícil, desabafa Leonir Ferreira Azevedo”, 57.

A proposta foi encaminhada para avaliação contratual de licitação para apreciação do Prefeito, Arthur Virgílio Neto.

“Desde o ano passado já tramitava um processo que visava redução de 30% na taxa. Vamos analisar a reivindicação e marcamos outra  reunião com uma resposta definida”, destacou o subsecretário do Implurb, Telamon Firmino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *