Sema instala novo sensor para monitorar cota do Rio Madeira em Humaitá

18 de julho de 2019 07:380 comentários

A Secretaria de Meio Ambiente (Sema) instalou, nesta semana, novo sensor de pressão para leitura da cota do Rio Madeira em uma na Plataforma de Coleta de Dados (PCD) em Humaitá (a 590 quilômetros de Manaus). O equipamento integra sistema monitorado diariamente por uma Sala de Situação localizada na sede da Sema, na capital, que reúne e analisa dados hidrometeorológicos em tempo real.



De acordo com o assessor de Recursos Hídricos da Sema, Maycon Douglas Castro, o sistema de monitoramento é realizado nas principais calhas dos rios e permite o controle para elaborar estratégias em caso de situações críticas. “Ter esses dados de cota diários nos possibilita trabalhar a mitigação de possíveis eventos críticos como grandes cheias e secas”, explicou.

A troca do sensor foi possibilitada neste mês pela vazante do Rio Madeira. Outras três PCDs ainda passarão por manutenção até agosto, com a descida dos rios. Estas ficam em Tefé, São Gabriel da Cachoeira e Lábrea.

Monitoramento – A Sema coordena Serviço de Monitoramento Hidrológico (SMH) feito por nove das 22 estações telemétricas instaladas nos municípios de Manaus, Tabatinga, Manacapuru, Itacoatiara, Tefé, Humaitá, Lábrea, São Gabriel da Cachoeira e Eirunepé. As unidades transmitem para a Sala de Situação do órgão, via satélite, dados como nível, vazão e precipitação, que podem ser consultados, também, no site da Agência Nacional de Águas (ANA).

Os boletins hidrometeorológicos são elaborados diariamente pela Sala de Situação da Sema e enviados para organizações que trabalham ações de mitigação. O trabalho faz parte do Programa de Consolidação do Pacto Nacional pela Gestão das Águas (Progestão) firmado pela ANA com o Governo do Amazonas.

Deixe um comentário


TEXTO

%d blogueiros gostam disto: