Sistema Sepror, junto da Ufam, Inpa, Embrapa e Crea/AM realizam curso de Atualização sobre Receituário Agronômico

Sistema Sepror, junto da Ufam, Inpa, Embrapa e Crea/AM realizam curso de Atualização sobre Receituário Agronômico

O Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam); a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf); a Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS) e Secretaria de Produção Rural (Sepror), realizarão o curso sobre Receituário Agronômico, que acontecerá  no período de  26 a 30/11, no  auditório do Idam, Japiim Zona Sul, para 46 engenheiros agrônomos e florestais.



Para realizar o curso, o sistema Sepror, que reúne o Idam, a Adaf e a ADS, se uniu à Universidade Federal do Amazonas (Ufam); ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia(Inpa); à Empresa Brasileira da Amazônia Ocidental (Embrapa) e ao Conselho Regional de  Engenharia e Agronomia do Estado do Amazonas (Crea/AM). Os parceiros contam com apoio do Fórum Amazonense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos

Receituário Agronômico – O receituário está previsto no artigo 13, da chamada Lei de Agrotóxicos (Lei 7.802/1989), regulamentada pelo Decreto 98.816/90 e substituído pelo Decreto 4074.

A expectativa do diretor presidente do Idam, Luiz Herval, é  que, com o curso de receituário agronômico, os profissionais recordem a responsabilidade que eles  assumem ao assinar o receituário. Ele destaca a  importância  do curso, não  só  para os técnicos  do Idam, mas também,  para o produtor rural, que ao aplicar esses produtos  precisam saber se estão utilizando os equipamentos de maneira adequada, onde também  verifica-se,  a dosagem  aplicada, se está correta. “Para que a gente possa proteger o meio ambiente, proteger a  saúde  do produtor  rural, e principalmente o consumidor  final, porque ele desconhece, se os produtos foram  utilizados  de maneira correta. Esperamos estar contribuindo para a sociedade de uma forma geral, para que tenhamos produtos, com a melhor  qualidade  possível para  o consumo do ser humano”, enfatizou Herval.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *