Só um “milagre” pode salvar Michael Schumacher

Só um “milagre” pode salvar Michael Schumacher

A vida de Michael Schumacher piorou nos últimos dias e, de acordo com o site norte-americano News Every Day, está presa por um fio. “Schumacher precisa de um milagre para continuar a viver”, acrescenta a mesma fonte, que ouviu um neurocirurgião próximo ao piloto alemão, que venceu, em sete ocasiões, o Mundial de Fórmula 1. Foi a 29 de dezembro de 2013, que Schumacher sofreu um acidente que mudou sua vida.

O heptacampeão mundial, que se encontrava nos Alpes franceses, sofreu um violento acidente de esqui e foi transportado, de helicóptero para o hospital de Grenoble, com múltiplas lesões na cabeça. Ao chegar, estava em coma, e necessitou de uma intervenção neurocirúrgica.

Desde então que tem lutado pela sua sobrevivência. Segundo o site Christian Today, a família do antigo piloto gasta cerca de 191 mil euros por semana, perto de dez milhões de euros por ano, nos tratamentos a Schumi. Atualmente, o alemão pesa 45 quilos.

Depois do acidente na estância de Meribel, o alemão esteve seis meses em coma. Em setembro de 2014 deixou o hospital para continuar os tratamentos em casa, na Suíça. “Estou muito confiante na sua recuperação”.

O antigo patrão da Ferrari, o italiano Luca Di Montezemolo mantém a esperança na recuperação de Michael Schumacher. “Estou muito confiante na sua recuperação”. Digo com força e convicção que Michael ainda é para mim um parceiro de vida: por 11 anos ganhamos muito e tivemos filhos com as nossas vitórias.

“A sua força é a grande capacidade de reagir e estou muito confiante”, declarou Di Montezemolo à agência italiana Ansa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *