TRE-AM aprova o envio de Forças Federais para nove municípios para o reforço da segurança nas eleições

TRE-AM aprova o envio de Forças Federais para nove municípios para o reforço da segurança nas eleições

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) aprovou, nesta quinta-feira (08), o envio de forças federais para atuarem nas eleições em 13 municípios do Amazonas.

As tropas irão atuar em Alvarães, Apuí, Benjamin Constant, Humaitá, Itacoatiara, Manacapuru, Rio Preto da Eva, São Gabriel da Cachoeira e Urucará.

No último dia 31, o TRE havia deferido quatro pedidos de forças federais, para Boca do Acre, Manicoré, Maraã e Santa Isabel do Rio Negro. Os pedidos ainda serão apreciados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

No acórdão que decidiu o envio de tropas para Itacoatiara, o relator do processo, desembargador João Simões, cita que o contingente policial atual no município é de 124 policiais militares (PMs), sendo sete oficiais e 177 praças, e de 28 policiais civis, sendo três delegados, seis escrivães e 19 investigadores, e estando previsto reforço de mais 51 PMs.

Em seguida, o desembargador ressaltou que, por força de um decreto estadual, o próprio tribunal teria que arcar com os custos de deslocamento dos policiais para o reforço. “Nesse panorama, entendo que o pedido de requisição de força federal para atuar no pleito de 2016 na 3ª Zona Eleitoral (em Itacoatiara) deve ser deferido, tudo com o objetivo de assegurar não somente o respeito à lei e às decisões da Justiça Eleitoral, mas também a segurança, o livre exercício do voto, a normalidade da votação e apuração do resultado”, citou Simões.

Em relação a Benjamin Constant, o relator do processo, juiz Felipe Thury, citou que a cidade fica próxima à fronteira e há ocorrências de tráfico de drogas no local. “Nos documentos que instruem os autos, verificamos que o histórico das ocorrências no município de Benjamin Constant, aliado ao fato de tratar-se de zona de fronteira com inúmeros registros relacionados ao tráfico internacional de drogas, justificam o temor de que a segurança do pleito esteja ameaçada”, citou o Thury.

No último dia 31, sobre o pedido de tropas para Urucará, o juiz Francisco Marques escreveu em seu relatório que o município tem nove locais de votação, dos quais três são na zona rural, e que conta atualmente com dez PMs, existindo a previsão de reforço de apenas nove policiais militares para a cidade.

No último dia 23 de agosto, o juiz presidente do pleito em Manaus, Marcelo Manuel Vieira, ingressou com o pedido de tropas federais para Manaus. O processo está sendo analisado pelo desembargador e membro do TRE João Simões e ainda não há previsão de quando a requisição será julgada pelo tribunal.

Fonte: D24am

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *